Ponte Preta e Avaí empatam em jogo movimentado e terminam primeiro turno fora do G-4

Macaca chegou a virar com dois gols de André Luis, mas Guga marcou de pênalti já nos acréscimos e fechou o placar em 2 a 2, em Araraquara

Ponte Preta e Avaí empatam em jogo movimentado e terminam primeiro turno fora do G-4
Foto: Fábio Leoni / PontePress
Ponte Preta
2 2
Avaí
Ponte Preta: Ivan; Igor Vinícius, Renan Fonseca, Léo Santos. Ruan; Nathan, João Vitor; André Luis (Victor Rangel, min. 36/2ºt), Danilo Barcelos (Hyuri, min. 21/2ºt), Orinho (André Castro, min. 32/2ºt); Júnior Santos. Técnico: Brigatti
Avaí: Aranha; Airton, Marquinhos Silva, Betão; Guga, Luan (Beltrán, min. 36/2ºt), Pedro Castro, João Paulo (Capa, min. 27/2ºt); Renato, Rômulo, Rodrigão (Getúlio, min. 21/2ºt). Técnico: Geninho
Placar: 0-1, min. 8/1ºt, Rodrigão. 1-1, min. 32/1ºt, André Luis. 2-1, min. 23/2ºt, André Luis. 2-2, min. 46/2ºt, Guga (pênalti)
ÁRBITRO: Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Marcus Vinicius Gomes, todos de MG. Amarelos: Orinho, Júnior Santos (PON); Luan (AVA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara, SP

Em confronto direto pelo acesso à Série A, Ponte Preta e Avaí empataram na última rodada do primeiro turno da Série B. Rodrigão abriu o placar para o Leão, André Luis fez dois para virar o jogo e Guga, em pênalti polêmico, fechou o placar na Fonte Luminosa, em Araraquara - a Macaca cumpre punição de dois jogos longe de sua casa em Campinas.

O Avaí teve as melhores chances da primeira etapa. Mesmo tendo menos posse de bola - 48% -, o time catarinense finalizou sete vezes, contra quatro da Ponte, e desperdiçou as ocasiões mais claras. No primeiro chute do jogo, aos sete, am cobrança de falta lateral feita por João Paulo, Renato ajeitou para o meio e Rodrigão, livre na área, emendou de voleio para fazer um golaço e abrir o placar em Araraquara.

Mesmo como mandante, mas 190 km longe de Campinas, a Ponte teve dificuldades para criar chances e também problemas na troca de passes. Por pouco, o Avaí não ampliou aos 26. Renato bateu falta com categoria da entrada da área e Ivan se lançou para a bola, mas ela bateu no travessão e saiu.

Mesmo sem chegar perto do gol de Aranha com frequência, a Ponte Preta buscou o empate. Aos 31, após cobrança de lateral, Júnior Santos protegeu pelo lado esquerdo, foi até a linha de fundo e cruzou para André Luis, que finalizou de primeira e empatou o jogo. Três minutos depois, Danilo ficou com rebote na entrada da área, arriscou chute forte, e parou em defesa segura de Aranha.

Depois desse bom momento, o time da Ponte protagonizou lambanças que por pouco não custaram o placar. Aos 41, em saída equivocada de Danilo, Renato avançou com espaço pela direita, arriscou da entrada da área, mas mandou com muita força, por cima do gol. Já aos 44, em novo erro da defesa da Ponte, Rodrigão tirou a bola de Léo Santos, avançou frente a frente com o goleiro, porém, Ivan pressionou, e o centro-avante mandou para fora a chance do 2 a 1.

O início da segunda etapa teve a Ponte Preta pressionando mais, apesar de poucas chances realmente claras. A melhor delas nesse início foi aos oito. Danilo cobrou falta de longe, a bola amorteceu na barreira e sobrou para André Luis, que chutou da entrada da área, por cima do gol. A resposta avaiana veio aos 14. João Paulo descolou um chute improvável da quina da área, Ivan espalmou para cima e Renato apareceu no rebote para finalizar de cabeça, mandando à direita.

A primeira polêmica do jogo foi aos 22. Após Igor derrubar João Paulo na saída de bola do Avaí, o árbitro não marcou a falta e André Luis avançou pelo meio, arriscando chute forte da entrada da área, marcando um belo gol para virar o jogo: 2 a 1.

Com a desvantagem no placar, o técnico Geninho colocou o Avaí ainda mais a frente. Aos 25, Rômulo avançou pela esquerda, cruzou fechado e Renan Fonseca desviou contra o próprio patrimônio, mas Ivan segurou firme. Quatro minutos depois, Getúlio recebeu lançamento na entrada da área, Ivan saiu mal do gol e o atacante do Avaí tentou finalização rasteira, mas mandou à direita.

Apesar das alterações de Brigatti não indicarem uma tentativa de retrair o time da Ponte - o técnico promoveu as estreias dos atacantes Hyuri e Victor Rangel -, o Avaí conseguiu ficar bem mais com a bola, rondando a área rival. As chances foram raras, mas o time catarinense conseguiu uma chegada importante aos 45. Em dividida dentro da área, Júnior Santos levantou a perna no alto, trombou com Capa e o árbitro marcou um polêmico pênalti. Na cobrança, Guga bateu no meio do gol, Ivan caiu para a direita e o Avaí buscou o 2 a 2.

Logo na sequência, após cruzamento de Nathan, Hyuri subiu mais alto que a defesa e cabeceou no travessão de Aranha, mas a Ponte acabou ficando no 2 a 2, chegando ao quarto jogo sem vitórias na Série B. Já o Avaí, empatou pela quarta vez consecutiva.

Com o resultado, a Ponte sobe para 26 pontos, em 10º lugar, quatro a menos que o Atlético-GO, quarto colocado. Já o Avaí chega a 29, em oitavo, um ponto atrás do G-4.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira (7). A Ponte Preta abre o segundo turno com uma visita à Belém, onde enfrenta o Paysandu, 11º colocado, às 21h30. Antes, às 19h15, o Avaí tem confronto direto contra o Vila Nova, que ocupa a terceira posição, na Ressacada.