São Paulo recebe Vasco buscando assumir a ponta do Brasileirão

Tricolor deve contar com casa cheia neste domingo; Gigante da Colina perdeu as duas últimas partidas, sofrendo sete gols e marcando apenas dois

São Paulo recebe Vasco buscando assumir a ponta do Brasileirão
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
São Paulo
Vasco
São Paulo: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Hudson, Jucilei (Liziero) e Nenê; Rojas, Everton e Diego Souza.
Vasco: Martín Silva; Luiz Gustavo, Henríquez, Ricardo e Ramon; Andrey, Desábato; Pikachu, Giovanni Augusto e Thiago Galhardo; Rios.
ÁRBITRO: Braulio da Silva Machado (CBF-SC).
INCIDENCIAS: Partida válida pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio do Morumbi, em São Paulo.

A previsão do tempo na capital paulista para este domingo (05) é de média temperatura e possibilidade de chuva, mas esses fatores não serão empecilho para que o torcedor do São Paulo compareça ao Morumbi para acompanhar a partida contra o Vasco da Gama, às 16h.

Apesar da derrota no meio-de-semana para o Colón (ARG) por 1 a 0 pela Copa Sul-Americana, o São Paulo se mantém confiante na busca pela liderança do Brasileirão antes do término do 1º turno, neste que já é o melhor desempenho do Tricolor nesta etapa do Brasileirão desde 2014, quando fez 36 pontos. Com 16 partidas realizadas até aqui, o São Paulo é o vice-líder com 32 pontos conquistados. Uma vitória simples garante a primeira colocação ao time do Morumbi.

Do lado cruz-maltino a sensação é diferente. A equipe ocupa o 12º lugar na tabela de classificação, com 19 pontos, e está mais perto da zona da degola do que da vaga na Libertadores. Com apenas uma vitória nos últimos quatro jogos, o Vasco não conquista três pontos como visitante desde 22/05, quando fez 2 a 0 sobre a Universidad de Chile, pela fase de grupos da competição continental.

Diante desses fatores e da goleada sofrida na última rodada para o Corinthians (4 a 1), o técnico Jorginho deve promover mudanças na equipe titular.

Reforços à vista

Além do sonho de contar com o meia-atacante Everton Felipe, que tem negociações difíceis para deixar o Sport, o são-paulino pode assistir ao retorno de Jucilei, pelo menos ao banco de reservas.

O volante está recuperado de lesão muscular na coxa esquerda e foi liberado pelo departamento médico tricolor. Ele não atua desde a vitória sobre o Flamengo no Maracanã, por 1 a 0, no retorno do Campeonato Brasileiro após a Copa do Mundo.

Neste período, o escolhido pelo técnico Diego Aguirre para ser seu substituto foi o jovem Liziero, que não atuou pela Sul-Americana na quinta-feira, mas está relacionado para o duelo deste domingo.

O São Paulo, porém, tem alguns desfalques para a partida: Anderson Martins (suspenso), Edimar (entorse no tornozelo) e Rodrigo Caio (já treinando após se recuperar de cirurgia no pé esquerdo).

Do lado do Vasco, o zagueiro Henríquez e os meias Thiago Galhardo e Giovanni Augusto devem retomar posição na equipe titular. Henríquez ocupará a posição deixada por Breno (suspenso pelo terceiro cartão amarelo); Giovanni Augusto não pôde atuar contra o Corinthians por cláusulas contratuais; já Thiago Galhardo retorna de suspensão.

Jorginho ainda não contará com os reforços Leandro Castán, Vinicius Araújo (fizeram seus primeiros treinamentos neste sábado) e Maxi López (em aprimoramento físico).

Lista de relacionados

São Paulo

Goleiros: Sidão e Jean

Laterais: Eder Militão, Bruno Peres e Reinaldo

Zagueiros: Arboleda e Bruno Alves

Meio-campistas: Jucilei, Hudson, Liziero, Araruna, Luan Santos, Nenê, Lucas Fernandes e Shaylon

Atacantes: Diego Souza, Everton, Joao Rojas, Trellez, Gonzalo Carneiro, Morato, Paulinho Boia e Caíque.

Entre os relacionados, estão pendurados: Reinaldo, Liziero, Nenê e Jucilei.

Vasco

Goleiros: Martín Silva e Fernando Miguel

Laterais: Luiz Gustavo, Rafael Galhardo, Ramon e Henrique

Zagueiros: Henríquez, Ricardo Graça e Miranda

Meio-campistas: Andrey, Bruno Cosendey, Bruno Silva, Desábato, Evander, Giovanni Augusto, Thiago Galhardo, Raul, Wagner e Yago Pikachu

Atacantes: Andrés Ríos, Caio Monteiro e Kelvin

Apenas Luiz Gustavo está pendurado.

A lei do ex

O São Paulo tem a seu favor dois jogadores que podem protagonizar a Lei do Ex - assim denominada quando o jogador marca contra seu ex-clube. São eles: Diego Souza e Nenê. O primeiro vestiu o uniforme cruz-maltino entre os anos de 2011 e 2012, enquanto Nenê deixou o Gigante da Colina no início da atual temporada.

Neste Brasileirão, Diego Souza já balançou as redes contra três ex-clubes: Atlético-MG, Grêmio e Cruzeiro. Na próxima rodada, após o confronto com o Vasco, o São Paulo visita o Sport, outro ex-clube do atacante.

"Tem duas equipes que eu, jogando na casa deles, não comemoro gols. Vou procurar fazer o gol, mas comemorar, não. Que é contra o Vasco e contra o Sport. Fora isso é alegria total em qualquer estádio que eu jogar”, afirmou Diego Souza.

Sobre Nenê, o técnico rival Jorginho demonstrou preocupações no reencontro com o meia: "Parar o Nenê não é fácil, porque ele é um jogador extremamente inteligente. Para mim, como treinador, era duro ver o Nenê no banco. A qualidade dele é tão alta... Fico feliz pelo sucesso dele. Espero que não tenha sucesso no próximo jogo, mas sempre torço por ele, porque se trata de um grande atleta."

Torcida em alta

Os torcedores são-paulinos seguem prestigiando seus jogadores. De acordo com a última atualização do São Paulo, 38 mil ingressos foram comprados antecipadamente para o jogo com o Vasco. A expectativa é que o Morumbi receba mais de 40 mil torcedores.

Equilíbrio no histórico do confronto

O São Paulo não perde para o Vasco desde 2012. Em 18 de julho daquele, o Tricolor foi superado por 1 a 0 pelo cruz-maltino no Brasileirão. De lá para cá, são 10 jogos, com 7 vitórias são-paulinas e 3 empates. Em 2017, o tricampeão mundial venceu o duelo do 1º turno por 1 a 0; na volta, houve empate por 1 a 1 em São Januário.

Ao todo, são 116 jogos entre São Paulo e Vasco, com vantagem mínima para o time do Morumbi: são 41 vitórias, ante 40 vascaínas, além de 35 empates.