Eliminado, Jorginho exalta garra do Vasco contra LDU: “Fizemos de tudo”

Time cruzmaltino venceu em casa, mas não conseguiu reverter o placar feito pelos equatorianos no primeiro confronto

Eliminado, Jorginho exalta garra do Vasco contra LDU: “Fizemos de tudo”
Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Na noite desta quinta feira (09), o Vasco enfrentou o LDU pela Copa Sul-Americana e acabou sendo eliminado, mesmo com a vitória por 1 a 0 em São Januário. Como no primeiro confronto, o time equatoriano venceu por três a um, o clube carioca precisava ganhar de dois a zero para avançar as oitavas de final da competição.

Após a partida, o técnico Jorginho, que vive um momento de pressão pela torcida pelas três derrotas seguidas sofridas pelo Vasco. A ruim sequência começou no primeiro confronto contra o LDU, depois contra o Corinthians e São Paulo.

Quando questionado sobre o desempenho do time no jogo, o comandante foi muito claro ao dizer que a equipe lutou até o fim para conseguir o resultado, mas sofreram por terem levado o terceiro gol na primeira partida.

"Tivemos um domínio completo do jogo. Lembro de uma pergunta pós-jogo de um repórter deles perguntando se aquele era o Vasco. E hoje eles viram quem é o Vasco. Fizemos um gol, poderíamos ter ganho de três ou de quatro. Eles tiveram quatro chutes só. Uma equipe que jogou no contra-ataque e na bola parada. Foi um jogo que teve um domínio completo da nossa equipe, mas infelizmente não revertemos no resultado que precisávamos. Pagamos o preço do terceiro gol lá. Eu vi uma equipe completamente compenetrada", disse Jorginho.

Acumulando resultados ruins em jogos recentes, o Jorginho declara que no time do Vasco é possível ver muita motivação por parte dos jogadores. Desde do jogo contra o São Paulo, é notório ver a determinação do elenco em campo.

"Olhando no olho dos jogadores a gente vê a motivação. Contra o São Paulo, o bicho pegou lá dentro. Não poderíamos tomar aquele gol. Vejo uma equipe que briga, se tiver que xingar, xinga. E eles continuam amigos. Vimos claramente que tínhamos condições de passar. Fizemos de tudo. Estávamos organizados, os jogadores fizeram de tudo, se entregaram, tanto que saíram dali aplaudidos. Temos um potencial muito grande", disse o treinador.

Sendo bastante questionado pela torcida, principalmente por substituições que os torcedores não concordam, o técnico fala sobre esse momento complicado que está passando com o torcedor vascaíno.

"Tenho um relacionamento muito bom com a torcida do Vasco. Gosto de ver meus comandados sendo aplaudidos e reconhecidos. Isso basta para mim", finalizou.