Em partida dos desesperados, Ceará e Atlético-PR empatam sem gols em Fortaleza

O confronto abriu a 18ª rodada do Campeonato Brasileiro

Em partida dos desesperados, Ceará e Atlético-PR empatam sem gols em Fortaleza
(Miguel Locatelli / Site Oficial CAP)
Ceará
0 0
Atlético-PR
Ceará: Éverson; Samuel Xavier; Tiago Alves; Luiz Otávio; João Lucas; Richardson; Edinho; Ricardinho (Cardona); Juninho Quixadá (Calyson); Arthur; Leandro Carvalho (Felipe Azevedo)
Atlético-PR: Santos; Jonathan; Wanderson; Léo Pereira; Renan Lodi; Wellington; Bruno Guimarães (Lucho González); Raphael Veiga (Bruno Nazário); Marcelo Cirino (Nikão); Bergson; Marcinho
INCIDENCIAS: Partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no Estádio Presidente Vargas, às 16h

Na abertura da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, CearáAtlético-PR empataram, em 0 a 0, nesse sábado (11), no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. O resultado é ruim para as duas equipes, que permanecem dentro da zona de rebaixamento da competição.  

A primeira chegada foi dos paranaenses, aos quatro minutos. Marcinho cobrou escanteio fechado e quase marcou um gol olímpico. Éverson conseguiu prever a jogada e afastar o perigo. Novamente em um tiro de canto, dessa vez aos nove, o Furacão chegou com um desvio de Bergson que passou por cima do gol.

A resposta dos mandantes aconteceu aos 16. Arthur recebeu a bola na entrada da meia lua e tocou de calcanhar para Samuel Xavier, que mesmo marcado, fez o passe para Juninho Quixadá pegar de primeira na esquerda e Santos defender sem dar rebote.

Os dois times deram bastante liberdade para o adversário armar as jogadas, porém demoraram a ameaçar. Com dificuldades para atuar pelo meio, o Vozão pouco criou, tornando o jogo previsível. Já o Rubro Negro, mesmo finalizando cinco vezes, não acertou nenhum lance na meta. 

No inicio da segunda etapa, aos cinco, Leandro Carvalho avançou pela direita e bateu colocado, mas Santos, com segurança, encaixou a bola e defendeu o lance. Após 10 minutos iniciais intensos, a partida perdeu o ritmo veloz.

Apenas aos 30 surgiu outra oportunidade para abrir o placar. Calyson recebeu, girou e bateu por cima do travessão Rubro-Negro, assustando o torcedor Atleticano. Pouco depois, Bergson, de falta, arriscou, mas passou sem perigo para Éverson, que acompanhou a jogada.

Com os jogadores visivelmente cansados, o fim do jogo foi estudado. Mesmo com o Vovô fazendo pressão, nos acréscimos, nenhum dos times conseguiu uma grande oportunidade de desempatar. A quantidade de chances foi a mesma para os dois lados, 14, sendo apenas quatro em direção ao gol. 

O resultado inverte a posição dos clubes na tabela. O Ceará chega ao 18º lugar, passando o Furacão, que agora ocupa a penúltima posição da tabela. No próximo domingo (19), o Atlético recebe o Flamengo, na Arena da Baixada, às 19h. Um dia depois, o Alvinegro Cearense visita e Vasco, em São Januário, às 20h.