Fortaleza consegue virada incrível contra Guarani com gol aos 48 e abre vantagem na ponta
(Foto: Divulgação;Letícia Martins/Guarani FC)

Fortaleza consegue virada incrível contra Guarani com gol aos 48 e abre vantagem na ponta

Tricolor de Aço estragou o dia festivo do Bugre e protagonizou uma virada espetacular nos últimos minutos

Zeca5
Zeca Lemos
GuaraniOliveira; Kevin, Philipe Maia, Éverton Alemão e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Felipe Diadema (Guilherme), Rafael Longuine (Marcão) e Matheus Oliveira (Fabrício); Bruno Mendes Técnico: Umberto Louzer
FortalezaOliveira; Kevin, Philipe Maia, Éverton Alemão e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Felipe Diadema (Guilherme), Rafael Longuine (Marcão) e Matheus Oliveira (Fabrício); Bruno Mendes Técnico: Umberto Louzer
Placar1-0, min 9. Bruno Mendes. 2-0. min. 39, Rafael Longuine. 2-1, min. 49. Felipe. 2-2, min. 86, Gustavo. 2-3, min 90+3, Marcinho.
ÁRBITRORicardo Marques Ribeiro (MG) Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
INCIDENCIASPartida válida pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Disputada no no estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

O Fortaleza estragou uma tarde que se mostrava perfeita para o Guarani neste sábado (11), no Brinco de Ouro. Quando os campeões de 1978 foram homenageados no intervalo, o Bugre ganhava por 2 a 0, e a festa da torcida estava completa. Mas faltou combinar com o líder da Série B. Sob o comando de Marcinho e Gustavo, o Tricolor de Aço conquistou uma virada espetacular, com o gol decisivo aos 48 minutos do segundo tempo, acabou com a euforia bugrina e aumentou a soberania na ponta do campeonato. 

O placar foi aberto logo aos nove minutos da etapa inicial, por Bruno Mendes. Felipe Diadema recebeu pelo lado direito e fez cruzamento na medida para o camisa 9, que apareceu entre os zagueiros e cabeceou sem chances para Marcelo Boeck. A tática do treinador Umberto Louzer de promover a entrada de Felipe Diadema se mostrou acertada desde o começo. “Para ter um preenchimento pelo meio e não abrir mão de atacar, optamos por ele”.

Durante boa parte do primeiro tempo, o jogo ficou truncado, mas o Guarani conseguiu o segundo gol aos 39. Matheus Oliveira arriscou chute de longe, Marcelo Boeck rebateu mal e Rafael Longuine apenas completou para as redes.

o ritmo das equipes foi diferente depois do intervalo. Felipe marcou um gol de fora da área logo no começo da etapa final e recolocou os visitantes no jogo. Com espaços para os contra-ataques, já que o Fortaleza se lançava ao ataque, o Bugre até teve chances de matar o jogo, mas não aproveitou. E pagou caro por isso. De tanto pressionar, o Fortaleza empatou aos 40: em levantamento para dentro da área, Philipe Maia não conseguiu cortar, a bola ficou viva na área e sobrou na medida para Gustavo, que bateu na saída de Oliveira e deixou tudo igual.

Os minutos finais deixaram o desfecho imprevisível, com os times buscando a vitória. Mais confiante, o Fortaleza chegou lá, com Marcinho, em novo cruzamento de Wilson na área. No fim, levou a melhor quem foi mais eficiente: 3 a 2 para o Tricolor.

Com o resultado, o Leão aumenta sua distância na parte de cima da tabela do torneio: são seis pontos para o CSA, vice-líder, e 10 para o Goiás, primeira equipe fora do G-4. O Guarani, que chegou a ser terceiro colocado enquanto vencia o jogo, termina a rodada em nono, com 29.

Os times voltam a campo somente no próximo sábado (18). Em casa, o Fortaleza terá a chance de aumentar a série positiva contra o lanterna Boa Esporte, a partir das 16h30. O Guarani também terá pela frente um time da zona de rebaixamento. Um pouco mais tarde, às 19h, enfrenta o vice-lanterna Sampaio Corrêa, no Maranhão.

VAVEL Logo

Fortaleza Esporte Clube Notícias

há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses