Cuca assume responsabilidade após derrota do Santos: "Pode pôr na minha conta"

Após derrota para Atlético-MG, treinador reclama de pênalti claro em Gabigol

Cuca assume responsabilidade após derrota do Santos: "Pode pôr na minha conta"
(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Na manhã deste domingo (12), pelo Campeonato Brasileiro, o Santos perdeu do Atlético-MG e ficou próximo da zona de rebaixamento. O técnico Cuca assumiu a culpa da derrota e reclamou sobre possível pênalti em Gabigol.

Com mais uma derrota no Campeonato Brasileiro, o Peixe se aproximado Z-4 e o técnico Cuca falou em entrevista coletiva pós-jogo sobre a situação e suas escolhas durante a partida.

O treinador da equipe santista falou sobre trabalhar mais e vencer o próximo jogo contra o Sport. Ainda completou que a equipe foi melhor no primeiro tempo mas o Atlético atacou mais no segundo tempo, levando a melhor. 

"Primeiro tempo foi muito bom, saímos atrás e desenhamos jogada, empatamos, tive posse de bola. Tivemos controle na maior parte, mesmo com um ou duas chances do Atlético. Sentimos isso e corrigimos isso com Copete e depois um meia no lugar do Jean Mota para criarmos mais. Tivemos chance do 2 a 1 com Rodrygo e Dodô, e um pênalti que tive cuidado de analisar. Conversei com Gabriel, um pênalti claro e que geralmente dão. Seria um lance que nos daria a vitória ou encaminharia como o segundo gol encaminhou para eles. Sentimos o jogo na segunda parte do segundo tempo, viagem… Terceiro gol pode pôr na minha conta para tirar um volante e tentar empatar. Culpa é do treinador que pôs o time, tenho que tirar o peso e cobrar internamente. Escorregamos no lance do terceiro gol, foi fatalidade, enfim. Vi coisas boas, principalmente no segundo tempo", explicou Cuca.

Na próxima quarta-feira (15), o Santos terá o jogo de volta contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. No primeiro jogo, o alvinegro praiano foi derrotado e Cuca vê de forma positiva uma virada no placar agregado que foi de apenas 1 a 0 para a Raposa.

"Futebol é oportunidade diária para ser reversível. Temos que acreditar nisso. Quarta é outro jogo, competição diferente, e podemos muito bem ganhar", concluiu.