Marcelo Oliveira explica mudança de esquema e valoriza classificação do Fluminense na Sul-Americana

Tricolor voltou a vencer o Defensor e sacramentou ida às oitavas de final, onde encara o Deportivo Cuenca, do Equador

Marcelo Oliveira explica mudança de esquema e valoriza classificação do Fluminense na Sul-Americana
Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Sem grandes sustos, o Fluminense confirmou classificação na Copa Sul-Americana ao bater o Defensor, no Uruguai, por 1 a 0. Antes, no jogo de ida, já havia vencido por 2 a 0. Para o confronto desta quinta-feira (16), o técnico Marcelo Oliveira montou o time com três zagueiros, esquema que foi muito utilizado pelo seu antecessor Abel Braga. No entanto, ele explicou que a mudança foi pontual.

''Foi usado porque tínhamos a vantagem no placar. A equipe do Defensor é muito alta, tem a bola parada. E aumentamos a altura do time com o Ibañez. Temos alas que podem exercer essa função também. E principalmente por não ser uma novidade pelos atletas. Foi uma estratégia para esse jogo. Não digo que vamos abrir mão disso, mas talvez a gente volte à linha de quatro'', frisou.

Marcelo também elogiou Pedro, autor do único gol da partida, que vive a expectativa de ser convocado por Tite para a Seleção Brasileira:

''Pedro é jovem, muito promissor, que tem uma qualidade incrível de finalização. Hoje ficou um pouco isolado porque o Defensor marcou mais atrás. O gol que ele fez demonstra sua qualidade. É um jogador extremamente hábil, de poder de finalização... Por isso é o artilheiro do Campeonato Brasileiro.''

Ao analisar o jogo, o técnico afirmou que o Tricolor poderia ter saído de Montevidéu com um placar maior: 

''Valorizamos muito essa classificação. O Defensor foi ao Maracanã e se fechou muito. Teve como estratégia não levar gols e trazer a decisão para cá. Tivemos muitas dificuldades e fizemos dois gols no fim. Essa vantagem não era definitiva e achei que aqui, por tudo o que aconteceu no jogo, pela maior ofensividade do Defensor, valorizou muito a nossa classificação. Defensor jogou bem, nos trouxe problemas no segundo tempo. Jogamos mais atrás, apostando nos contra-ataques. Com a melhor escolha na última bola poderíamos ter feito mais gols.''

O comandante também garantiu foco do Flu na Copa Sul-Americana:

''Temos como objetivo sim a Sul-Americana. Faltam oito jogos agora e temos que melhorar como time. Ainda cometemos equívocos. Mas o grupo é comprometido e vamos aos poucos nos fortalecendo'', encerrou.

O Fluminense agora muda a chave para o Campeonato Brasileiro, onde enfrenta o América-MG, no domingo (19), às 19h, no Independência.