Tiago Nunes exalta entrega do Atlético-PR e diz que não se sente merecedor dos gritos da torcida
Foto: Divulgação/Site Oficial Atlético-PR

A vitória por 3 a 0 contra o Flamengo neste domingo (19), na Arena da Baixada, marcou o sexto jogo sem derrotas para o Atlético-PR, e possibilita o clube a sonhar com mais na competição. O resultado mostrou que o Furacão tem forças para brigar com adversários do topo da tabela. O técnico Tiago Nunes falou sobre a boa fase do rubro negro paranaense.

"Tem um significado importante, porque demonstra que a gente tem equipe para conseguir jogar contra os melhores. A gente fez um grande jogo contra o Flamengo, mas já tinha feito um grande jogo contra o Inter, poderia ter vencido, outra equipe na parte de cima. Fizemos um grande jogo contra o Corinthians, em Itaquera, poderíamos ter vencido também. A gente tem equipe, tem plantel, tem qualidade, tem condição de brigar com os maiores", disse.

A boa sequência coloca o Atlético-PR em boa posição para brigar, inicialmente, contra o rebaixamento, mas a vitória contra um dos favoritos ao título de campeão brasileiro, o Flamengo, fazem o torcedor sonhar mais alto. Em caso de vitória contra a Chapecoense na quarta feira, longe de casa, o Furacão pode deixar a zona de rebaixamento, onde está deste a 10ª rodada.

"A gente tem que manter a regularidade. Meu discurso com os atletas é de ser melhor do que no último jogo. Por mais que tenha vencido por 3 a 0, sempre temos questões a serem melhoradas. O Flamengo teve boas situações de gol que a gente tem que corrigir, estar mais atento. O nosso nível de confiança aumenta muito, e a gente vai lá fortalecido pelas vitórias, pela sequência de jogos que vem tendo, até para tentar na próxima rodada sair dessa zona que é tão ruim", analisou Tiago.

Em entrevista para a VAVEL Brasil após o jogo de domingo, Tiago Nunes comentou sobre a euforia dos torcedores do Furacão que gritaram seu nome mesmo no primeiro tempo.

“Fico muito feliz e lisonjeado. É algo que eu desfruto e eu trabalhei muitos anos para ter uma boa oportunidade como essa. Não me sinto merecedor porque quem merece ter o nome gritado são os jogadores. O trabalho não é do Tiago, mas da comissão técnica. Eu tento não atrapalhar os caras”, comentou

Durante a partida, o comandante do Atlético-PR optou por colocar Nikão na ponta direita e Marcinho pela esquerda, e explicou o por quê da alteração.

 “O Flamengo joga com o primeiro volante, no caso o Cuéllar. Ele joga atrás dos dois médios e a gente quis concentrar mais jogadores naquela região do campo. Por isso, Nikão e Marcinho jogando com o pé trocando e ainda teria os laterais. Os jogadores do ataque conseguiram ser verticais”, explicou.

Agora o Atlético-PR busca uma vitória contra a Chapecoense, na Arena Condá, pela primeira rodada do segundo turno da Série A do Campeonato Brasileiro, na próxima quarta feira (22), às 19h30.

VAVEL Logo