Recém-chegados, Reginaldo e Márcio Azevedo ainda aguardam chance no Atlético-PR
Foto: Divulgação/Site Oficial Atlético-PR

A boa fase do Atlético-PR, mesmo na zona de rebaixamento, faz com que alguns reforços não tenham oportunidade de jogo. É o caso de Márcio Azevedo e Reginaldo, que já treinam há um mês e ainda não estrearam. Os culpados são Jonathan e Renan Lodi, que se mantém absolutos nas duas laterais.

Mesmo com a situação regularizada e o preparo físico em dia, Tiago Nunes ainda não optou por escalar os dois jogadores, que até agora ficaram apenas no banco de reservas. A situação de Reginaldo é ainda mais difícil, já que o reserva imediato de Jonathan é Diego, campeão paranaense com Tiago Nunes no início do ano. Já Márcio Azevedo tem um histórico no clube, mas mesmo assim não foi utilizado quando Renan Lodi ficou de fora no jogo contra o Cruzeiro, e foi substituído por Nicolas.

Desde que os dois foram regularizados o Atlético-PR jogou 7 vezes - Cruzeiro, Peñarol (2x), Vitória, Corinthians, Ceará e Flamengo -, mas não foram relacionados para os jogos contra o Peñarol por não estarem inscritos.

+ Confira as ofertas da FutFanatics

Os reforços do Atlético-PR no ano de 2018 são, além de Márcio Azevedo e Reginaldo, o goleiro Felipe Alves, o zagueiro Emerson, o lateral Thiago Carleto, os volantes Camacho, Pierre e Wellington, os meias Bruno Nazário e Raphael Veiga, e atacantes Anderson Plata, Bergson e Marcinho. Também outros dois jogadores retornaram de empréstimo: Crysan e Marcelo Cirino.

Destes reforços, alguns já saíram do clube, caso de Emerson e Pierre, que foram para o Joinville após a conquista do estadual e Carleto que foi vendido ao Al-Ittihad. Crysan também saiu por empréstimo Al-Batin, da Arábia Saudita, na semana passada.

O Atlético-PR volta a campo neste sábado (25), às 19h, em Curitiba, na Arena da Baixada, em jogo válido pela segunda rodada do returno da Série A do Campeonato Brasileiro, contra o Grêmio, em busca de uma vitória que pode tirar o time da Zona de Rebaixamento.

VAVEL Logo