Botafogo solta boletim médico e atualiza situação do goleiro Gatito Fernández
Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Botafogo solta boletim médico e atualiza situação do goleiro Gatito Fernández

Clube publicou nota em que explica as lesões do goleiro e não dá previsão para seu retorno aos gramados

adaniasouza
Adânia Souza

O Botafogo lançou um comunicado sobre a situação clínica de Gatito Fernandéz. O documento acusa que o goleiro sofreu uma nova lesão no punho direito na véspera do jogo contra o Palmeiras (22/8) e segue em tratamento para cicatrização do tendão, alternando entre atividades no departamento médico, fortalecimento na academia e em campo.

Gatito sofreu um trauma direto no punho direito em abril desse ano, na partida contra o Sport (23/4), e era esperado que a consolidação completa dessa fratura durasse entre seis e oito semanas, cerca de dois meses. Seu retorno estava marcado para o jogo contra o mesmo Sport, no dia 25 de agosto, mas a nova lesão se manisfestou quatro dias antes. O clube garantiu que avalia diariamente a evolução do atleta. 

Confira na íntegra a nota emitida pela assessoria de imprensa do Botafogo:

"No dia 23 de abril de 2018, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, contra o Sport, em Recife, o atleta sofreu um trauma direto no punho direito. Após avaliação médica e realização de exames de imagem, foi diagnosticada uma fratura completa da estilóide ulnar direita. Optou-se pelo tratamento conservador, o mais indicado pelos especialistas nesse tipo de lesão, com utilização de uma órtese axilo palmar, até que ocorresse a consolidação completa da fratura.

O tempo necessário para que haja consolidação óssea numa fratura varia de 6 a 8 semanas. Por se tratar de um goleiro, não haveria possibilidade de retornar aos treinos com uso das mãos sem a evidência de uma completa consolidação da fratura em questão. 

Com a consolidação completa da fratura, o atleta iniciou processo de reabilitação funcional e reforço muscular com objetivo de retornar às suas atividades profissionais plenas.

Após uma reunião da comissão técnica, foi estabelecido que o retorno ocorreria no jogo contra o mesmo Sport, no Estádio Nilton Santos, no dia 25 de agosto. No entanto, na véspera do jogo contra o Palmeiras, na rodada anterior, durante um treinamento de finalização, ocorreu um outro trauma na mão direita . Após avaliação médica e realização de exames complementares, descartou-se lesões ósseas, porém evidenciou-se uma lesão tendinosa ao nível do punho direito. 

Sendo assim, um novo tratamento foi proposto com objetivo de cicatrização do tendão em questão. Gatito segue trabalhando em tempo integral, alternando entre atividades internas, como tratamento no departamento médico, fortalecimento na academia e em campo auxiliado pelos preparadores de goleiros Flavio Tenius e Jorcey Anisio visando sua pronta recuperação. Sua evolução está sendo avaliada diariamente pelos profissionais do clube."

VAVEL Logo

    Botafogo de Futebol e Regatas Notícias

    há 3 dias
    há 3 dias
    há 5 dias
    há 6 dias
    há 7 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 11 dias
    há 13 dias