Renato explica confusão no Gre-Nal e afirma: ''Ninguém vai tirar onda com o Grêmio''
FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Renato explica confusão no Gre-Nal e afirma: ''Ninguém vai tirar onda com o Grêmio''

Treinadorconcedeu entrevista coletiva após a partida e falou sobre o tumulto após a vitória do Internacional por 1 a 0

gbzinho
Gabriel Gonçalves

O Gre-Nal de número 417 não terminou bem. Com derrota do Grêmio na tarde deste domingo (9), o clássico se prolongou para o túnel de acesso aos vestiários. Após confusão ainda dentro de campo, o clima continuo exaltado entre os dois times na saída do gramado. O técnico Renato Gaúcho tentou ir ao lugar onde era reservado aos colorados, mas não conseguiu. Segundo palavras do treinador, houveram provocações do adversário.

“As provocações vieram do outro lado. Não têm moral nenhuma para tirar onda, dando letrinhas pelo que aconteceu cinco, seis meses atrás".

Na coletiva após a partida, o Renato preferiu não revelar os fatos que aconteceu na confusão. Mas deixou claro que vem de um dos enfrentamentos no Beira-Rio, durante o Gauchão. Para Portaluppi, o Inter "não tem moral para tirar onda" do Grêmio.

''É um grupo de homens, vencedor, que está acostumado a ganhar, consciente. Temos nossa tranquilidade de sempre, inependentemente do resultado. Nosso vestiário é ótimo. O grupo só reagiu a algumas provocações do Internacional. No momento que ganharam um jogo, é um clássico. Agora, querer tirar onda, não vão tirar. Na hora da confusão, pode ter certeza que meu grupo vai estar presente. Agora, as provocações vieram do outro lado. Não têm moral nenhuma para tirar onda, dando letrinhas pelo que aconteceu cinco, seis meses atrás'', esbravejou Renato.

O comandante  citou o momento das duas equipes e ressaltou os quatro títulos conquistados pelo Tricolor nos últimos dois anos para alfinetar o Colorado. 

''Em primeiro lugar, o Grêmio é grande, sabe ganhar e sabe perder. Hoje foi um Gre-Nal dipsutado, no qual o Grêmio poderia ter saído com a vitória daqui. Mas tem gente que não sabe ganhar. E aí querem tirar uma onda. Estamos calados há seis meses. Voces não sabem. Os jogadores do Internacional sabem do que estamos falando. Entendo a euforia deles, porque fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro é muito para eles. Bom cabrito não berra. Aproveitem o campeonato deles. Venceram, sem problema algum'',  afirmou.

Por fim, Renato Portaluppi contou os motivos que o fizeram tentar entrar no vestiário colorado depois que os ânimos estavam mais calmos. Conforme o relato do próprio treinador, foi impedido de cumprimentar os vencedores.

''Eu, como um gentleman, de boa educação, fui conversar com alguns deles e não deixaram eu entrar. Fui cumprimentá-los. Entendi a euforia deles. Nós, que estamos acostumados a ganhar, sabemos perder. Agora, tirar onda do Grêmio ninguém vai tirar. Agora, o que eles fizeram, acho que os torcedores do Internacional deveriam saber'' acrescentou.

Com a derrota sofrida nessa rodada do Brasileirão, o Grêmio segue na quinta posição do campeonato, com 41 pontos, agora três a menos que o Flamengo, que fecha o G-4. Na próxima rodada, o Tricolor gaúcho recebe o Paraná, às 16h de sábado, na Arena.

VAVEL Logo