Carpegiani elogia equipe do Vitória, mas critica postura na reta final contra o Vasco
Foto: Mauricia da Matta/EC Vitória

Carpegiani elogia equipe do Vitória, mas critica postura na reta final contra o Vasco

Rubro-negro baiano bateu o Vasco por 1 a 0 no Barradão; no fim do jogo, chegou a levar sufoco

miguel-angelo
Miguel Inácio

O Vitória está de bem com a vida. No Brasileirão, conquistou 10 dos últimos 12 pontos que disputou. Na noite deste domingo, bateu o Vasco por 1 a 0, jogando em casa. Com a equipe em alta, com cinco pontos de vantagem para a zona de rebaixamento, na 12ª colocação, o técnico Paulo César Carpegiani elogiou a atuação do Leão da Barra.

"Minha zaga estava acertando, estava excelente, quatro jogos, está bem. É uma equipe que joga, sai de trás jogando, tocando, mesmo na dificuldade. Hoje estou sereno, bastante tranquilo, contente. Falei para eles isso. Até dei folga amanhã. Tenho um defeito, sou muito perfeccionista. E pela primeira vez me sinto satisfeito desde que estou aqui no Vitória. Primeira vez que vi a equipe praticando um grande futebol", disse.

"Temos um grupo. Importante que se não dá pra jogar muitas vezes, e hoje acredito que tenha sido o jogo que mais me agradou, esse foi o mais importante. Time colocou a bola no chão e tentou jogar. Meio ainda está sendo formado, tem muitas coisas a corrigir, mas eu gostei", completou.

Porém, nada é perfeito. Carpegiani revelou que conversou com Erick e Neílton no intervalo e criticou o tempo de tomada de decisões dos atacantes Rubro-negros. Neílton inclusive foi vaiado quando saiu de campo para a entrada de André Lima.

"Conversei com ele no intervalo. Tanto ele quanto o Erick. Tinham determinadas jogadas que estavam prendendo muito e situações que tinham que tocar mais rápido. A grande jogada é quando estão de frente e eles têm que escolher esse momento. Não quero comentar jogador que sai e que entra", declarou.

Carpegiani criticou também a postura da equipe na reta final da partida, quando abriu mão da posse de bola e deixou o Vasco chegar com perigo.

"Tentamos aguentar o resultado, o que eu não gosto. Isso são coisas de amadurecimento da equipe. Muitas vezes a gente paga com uma derrota ou um empate. Não foi o caso hoje. Tem que servir de lição", finalizou.

VAVEL Logo

    Esporte Clube Vitória Notícias

    há 7 dias
    há 7 dias
    há 8 dias
    há 10 dias
    há 13 dias
    há 13 dias
    há 23 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês