Marcelo Cabo minimiza derrota do CSA para o Vila Nova: "Não vamos ganhar todos os jogos"
Foto: Gustavo Henrique / CSA

Marcelo Cabo minimiza derrota do CSA para o Vila Nova: "Não vamos ganhar todos os jogos"

Treinador do azulão evitou ficar lamentando o revés em casa diante do Vila Nova e a oportunidade desperdiçada de assumir a liderança; para ele o único foco é chegar aos 64 pontos

wesley-silva
Wesley Silvali

O CSA entrou em campo na noite desta terça-feira sob o contexto de poder ser líder pela primeira vez da Serie B. Algo que acabou não acontecendo. Mesmo saindo na frente do placar em casa e com o Rei Pelé lotado, o Azulão de Maceió acabou perdendo para o organizado Vila Nova, que empatou e conseguiu a virada já nos últimos minutos do duelo.

A frustração da torcida e dos jogadores teve lugar a uma postura firme do técnico Marcelo Cabo, que evitou entrar em um cenário de lamentações e avisou que o foco do CSA está em ficar entre os quatro primeiros até o final, e não ser propriamente o líder. Dando tônica a esse discurso, o treinador estabeleceu uma meta de pontos: 64. Número tradicional para equipes que acabam conseguindo o acesso na Segundona. Para atingir a marca, os alagoanos precisarão de 18 pontos, em 33 que serão disputados.

+ Confira ofertas do nosso parceiro FutFanatics!

"Minha pretensão está em fazer 64 pontos. Perdemos hoje da mesma forma que ganhamos para o Figueirense fora de casa. Isso é a Serie B. O CSA tem que se acostumar com a competição. Não vamos ganhar todas até o final e se acharmos que quando perdermos um jogo será motivo para terceira guerra mundial acabaremos criando um problema muito grave".

Com o discurso e a ideia de passar naturalidade após um revés dentro de casa, Marcelo Cabo parecia ter um tom crítico perante a torcida e aos repórteres da imprensa de Alagoas, externamente insatisfeitos com a forma que o time jogou. Isso, por sinal, foi um dos motivos que fizeram com que o treinador tivesse que explicar as razões de ter mexido no time e ido para cima, deixando o Vila Nova com chances para encaixar o contra-ataque. Algo que acabaria por final de fato ocorrendo.

"Eu não poderia me conformar com o empate em casa. Mesmo sabendo a força do adversário e o fato de ser um confronto direto de times que disputam lugar no g-4. Não perdemos devido as alterações. Perdemos porque tínhamos a posse da bola e desperdiçamos. Em seguida, levamos um gol de lateral", justificou.

No final, Cabo ainda foi crítico a alguns pontos da atuação de seus jogadores. Principalmente em relação ao acúmulos de erros protagonizados mesmo depois de o CSA ter conseguido sair na frente do placar.

"Precisamos amadurecer quando estivermos na frente do resultado. Temos que ser mais malandros, saber jogar com o placar e ter inteligência. Não podemos cometer os dois erros que cometemos hoje e deixar uma vitória que era muito importante para as nossas pretensões escapar dessa maneira".

VAVEL Logo

    Futebol Brasileiro Notícias

    há 8 horas
    há 8 horas
    há 10 horas
    há 9 horas
    há 10 horas
    há 13 horas
    há 18 horas
    há 10 horas
    há 14 horas
    há 14 horas
    há 18 horas