Maicon revela pedido de elenco do Inter e dispara: ''Quem é Dourado? Ganhou o quê?''
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Maicon revela pedido de elenco do Inter e dispara: ''Quem é Dourado? Ganhou o quê?''

Volante gremista se envolveu em confusão após o Gre-Nal do último domingo

ritielimoura
Ritieli Moura

A confusão pós Gre-Nal continuou repercutindo na Arena na tarde desta terça-feira (11). Em entrevista coletiva após o treinamento do dia, o capitão Maicon explicou o suposto pedido colorado por “arrego” e deu resposta a Rodrigo Dourado.

De acordo com o volante, após a vitória do Grêmio por 2 a 1 sobre o Inter no primeiro turno do Gauchão, D'Alessandro, Marcelo Lomba, Rodrigo Moledo e Roger se reuniram com ele, Marcelo Grohe e Pedro Geromel para pedir que o grupo gremista controlasse as cornetas com o Colorado. Maicon negou que tenha acontecido um acordo.

+ Confira as ofertas de nosso parceiro FutFanatics

“O D’Alessandro pediu para falar comigo. Ganhamos o jogo e deu que iríamos novamente enfrentá-los. Foi ele, Roger, Moledo e Lomba pedir para a gente parar com as provocações, como com "um minuto de silêncio", Sasha c*... Mas ele esqueceu que ele era a peça principal, com provocações com caixão. Aqui se faz e aqui se paga. Disse para os meus companheiros que ele tinha ido no vestiário pedir isso. E a resposta de todo mundo foi que não tem arrego, vamos zoar se ganhar e vida que segue. Não adianta pedir para maneirar, não existe acordo nenhum, principalmente se tratando em clássico. Posso perder 10, 15 vezes, nunca vou bater na porta e pedir para não zoar porque é feio”, disse Maicon.

Além de entrar nessa polêmica, o capitão Tricolor também rebateu a entrevista de Rodrigo Dourado. O atleta colorado disse em coletiva que Maicon sequer havia entrado em campo, então não podia falar. Na resposta, ele relembrou seu histórico em clássicos.

“Corneta de quem? Quem? Não sei quem é Dourado. Quem é Dourado? Ganhou o quê? Ele ganhou um jogo. Ele falou que fugi do jogo. Joguei oito clássicos. Ganhei três, perdi um, empatei quatro. Onde ele estava nos 5 a 0? Perdemos pênalti. Baile. Onde ele estava? Onde ele estava no mata-mata? Eu estava dentro de campo. Como que vou correr? Joguei não sei quantos São Paulo x Corinthians. São Paulo x Santos…”, disse.

Ele também disparou contra D'Alessandro. O camisa 10 do Internacional já havia “corneteado” o Tricolor em outras oportunidades e de acordo com o relato, foi um dos que pediu “arrego” para o grupo gremista.

“Ele sempre debochou, tem que ser o primeiro a aturar, não fazer o que fez, ir lá na porta e pedir paz. Paz no sentido de ganhar e você tirar um sarro, tirar uma onda, como tem muitos de vocês que torcem para Grêmio e Inter, tiram onda com primo, pai, amigo, esposa. E assim vai. Nada além disso.”

A confusão no estádio Beira-Rio fez com que o árbitro da  partida, Péricles Bassol apontasse Maicon e Renato Portaluppi como dois dos culpados, o que preocupa o volante. Ele ainda afirmou que as cornetas pós clássico e vitórias vão continuar.

“Preocupa porque nunca tive problemas, mas a gente está ali no calor, eu estava até então bem tranquilo, mas aconteceu da provocação e acabei respondendo. Sem dúvida, quando você está ganhando é fácil querer tirar onda. Quando está perdendo quer amenizar? Não. Atura. Não vamos parar toda vez que vamos ganhar, faz parte. Vamos debochar, vamos zoar, vamos fazer as brincadeiras e eles quando ganharem pode provocar. Estamos de boa quanto a isso'', encerrou.

VAVEL Logo

    Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense Notícias

    há 2 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 8 dias
    há 8 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 11 dias
    há 12 dias
    há 16 dias