Em noite de Richarlison, Brasil goleia El Salvador e conquista segunda vitória após Mundial
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Em noite de Richarlison, Brasil goleia El Salvador e conquista segunda vitória após Mundial

Atacante do Everton, da Inglaterra, marcou dois gols na vitória por 5 a 0 da Seleção Brasileira

renan-s_-fukuda
Renan S. Fukuda
BrasilNeto; Éder Militão, Marquinhos, Dedé, Alex Sandro; Casemiro; Arthur, P. Coutinho, D. Costa, Neymar; Richarlison. Técnico: Tite
El SalvadorH. Hernándes; B. Tamacas, R. Domínguez, A. Méndoza, J. Barahona; Alfáro; Ó. Cerén, G. Baires, A. Flores Jaco, J. Alas; D. Pineda. Técnico: Carlos de Los Lobos

Nesta segunda-feira (11) em Washington, capital dos Estados Unidos, a Seleção Brasileira goleou a equipe de El Salvador, por 5 a 0. Após vitória tranquila contra a seleção norte-americana, o Brasil voltou a apresentar bom resultado contra a fraca seleção salvadorenha. Os gols da partida foram marcados por Richarlison (2x), Neymar, Coutinho e Marquinhos.

+ Camisas das principais seleções com desconto? É na FutFanatics!

Diante da 72ª colocada do ranking da FIFA, o técnico Tite aproveitou para testar algumas peças novas pensando na Copa América do ano que vem e na Copa do Mundo de 2022 no Catar. Jogadores como Arthur, o goleiro Neto, Richarlison, Éder Militão, que foi convocado no lugar do lesionado Fágner, além da volta do zagueiro Dedé como titular da equipe.

Primeira etapa sem sustos para o Brasil

O Brasil teve o domínio do jogo durante toda a primeira etapa, e teve tranquilidade após abrir o placar aos quatro minutos da partida com gol de pênalti do Neymar. Com a maior parte de posse de bola o estreante goleiro Neto não foi exigido em nenhum momento da primeira metade da partida.

O segundo gol da seleção brasileira saiu em ótimo chute de perna direita do Richarlison no canto superior do goleiro, Henry Hernández. Com a superioridade técnica brasileira, não demorou pra ampliar o marcador com chute colocado de Phillippe Coutinho. A inferioridade técnica dos adversários foi fator que facilitou as ações defensivas da seleção do Tite.

A fraqueza salvadorenha ficou explícita quando ainda aos trinta minutos da primeira etapa a seleção caribenha fez duas substituições por opção da sua comissão técnica.

Segundo tempo utilizado para novos testes

Nos cinco minutos iniciais da segunda etapa a equipe de El Salvador tentou pressionar a Seleção brasileira na defesa, mas sem qualidade nas finalizações não trouxe trabalho ao gol de Neto. A pressão salvadorenha foi interrompida por Richarlison, dessa vez de perna esquerda.

O segundo tempo foi importante para mais testes do Tite no elenco, assim como no jogo contra os americanos, o meia, Lucas Paquetá teve nova oportunidade, assim como o atacante Éverton. Ainda houve tempo para mais estreantes como o zagueiro Felipe no lugar do Dedé, e o meia Andreas Pereira que tinha a possibilidade de jogar naturalizado pela seleção da Bélgica, mas decidiu vestir a camisa canarinho.

Com o resultado encaminhado os laterais brasileiros se soltaram, Militão fazendo uma partida segura e com bom apoio pela direita, e Alex Sandro não tão bem pela esquerda teve muitos erros em suas aparições ofensivas.

Outra alteração importante feita pelo treinador brasileiro foi a inversão de posição entre Marquinhos e Militão, ambos já atuaram de zagueiro central e lateral direito, Militão no São Paulo que atuava pela lateral e que está servindo o Porto, de Portugal, como zagueiro. E Marquinhos atuou como lateral na base do Corinthians, e atualmente joga como zagueiro do PSG.

No final da partida com a equipe de El Salvador já entregue o Brasil fechou o placar com gol de Marquinhos após escanteio cobrado por Neymar.

VAVEL Logo

    Seleção Brasileira Notícias

    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses
    há 2 meses