Atlético-MG anuncia nota de esclarecimento em seu site e provoca Cruzeiro
(Foto: Divulgação/Atlético)

Atlético-MG anuncia nota de esclarecimento em seu site e provoca Cruzeiro

Em nota publicada, o Galo esclarece pontos e polêmicas sobre a reunião na Federação Mineira de Futebol

leo-moura
Leonardo Almeida

A reunião sobre os detalhes do clássico mineiro deste domingo (16) pelo Campeonato Brasileiro, rendeu além do encontro na Federação Mineira de Futebol (FMF). Com as condições impostas pelo Cruzeiro, o Atlético-MG, em seu site oficial, soltou uma nota de esclarecimento sobre os acordos feitos na manhã desta quinta-feira.

No conteúdo da nota, o Galo afirma que tentou de todas as formas agilizar o direito de compra dos 10% dos ingressos destinados à sua torcida, porém o rival, que é mandante, não deu retorno ao ofício enviado e nem apresentou os dados financeiros necessários para executar a transação.

O clube de Vespasiano reclama, também, da proibição de faixas, bandeiras e instrumentos musicais. De acordo com o Estatuto do Torcedor, não havendo nenhum impedimento técnico da CBF, Polícia Militar ou do estádio, o clube mandante não pode fazer o veto. Mesmo assim, o Cruzeiro se opôs alegando que não pode fazer o mesmo no Independência.

Outro ponto destacado na nota, foi o valor dos ingressos imposto pelo Cruzeiro à torcida do Atlético-MG. O torcedor alvinegro que quiser comparecer domingo no Mineirão, terá que desembolsar dois valores: R$ 150 (cadeira inferior) e R$ 240 (cadeira superior).

Ao final da nota, o Atlético ainda usou um tópico para lançar uma provocação ao seu rival, apimentando ainda mais o clássico deste domingo.

Confira a nota completa abaixo:

Acerca da reunião realizada nesta quinta-feira (13/9), na Federação Mineira de Futebol, sobre o clássico de domingo (16/9), no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético esclarece que

1 – Na quarta-feira (12/9), formalizou ofício ao clube mandante da partida, com cópias para a CBF, FMF e STJD, no sentido de exercer o direito de aquisição da carga de 10% do total da capacidade do estádio, para a sua torcida, conforme previsto no Artigo 86 do RGC.

2 – O clube mandante do clássico se recusou, injustificadamente, a apresentar os dados bancários e a cumprir os demais dispositivos regulamentares acerca do direito do clube visitante ao percentual de 10% dos ingressos.

3 – Igualmente, o mandante descumpriu o regulamento ao fixar valores abusivos e superiores para a torcida do Atlético, o que não vamos tolerar.

4 – Por excesso de zelo, o Atlético providenciou, antecipadamente, a compra de todos os ingressos disponibilizados pela Minas Arena, no setor visitante, totalizando 460 ingressos. Esses ingressos serão comercializados pela internet, para sócios, provavelmente nesta sexta-feira (14/9).

5 – Considerando a série de ilegalidades praticadas pelo Cruzeiro, o Atlético já encaminhou as medidas legais cabíveis e aguarda a comunicação das respectivas autoridades o mais breve possível. Em razão dessa dependência da decisão da autoridade desportiva, o Atlético informará, assim que possível, se haverá ou não venda desses ingressos pendentes de decisão, bem como as demais condições dessa venda, como datas, locais e valores.

6 – Por fim, o Atlético aplaude mais uma vez a sua torcida, pelos tremores que sua presença causa.

VAVEL Logo

    Atlético MG Notícias

    há 2 dias
    há 2 dias
    há 6 dias
    há 6 dias
    há 10 dias
    há 10 dias
    há 14 dias
    há 15 dias
    há 18 dias
    há 19 dias
    há 18 dias