Em jogo movimentado, Vasco e Flamengo empatam no Mané Garrincha
Foto: Staff Images / Flamengo

Em jogo movimentado, Vasco e Flamengo empatam no Mané Garrincha

Clássico dos milhões foi marcado por expulsão, jogador saindo de ambulância e diversas chances para os dois lados

samueljmsoares
Samuel Soares
VascoMartin Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Leandro Castan e Ramon; Bruno Silva, Raul (Andrey), Willian Maranhão, Fabrício (Giovanni Augusto); Andres Rios (Marrony) e Maxi Lopez. Tec: Alberto Valentim
FlamengoDiego Alves; Pará (Rodinei), Léo Duarte, Réver e Renê; Piris, Diego, Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho (Berrío); Uribe (Willian Arão). Tec: Mauricio Barbieri
Placar1º tempo: 1-0, 28 min, Andrés Rios. 2º tempo: 1-1, 63 min, Luiz Gustavo (contra);
ÁRBITROÁrbitro: Luiz Flavio de Oliveira
INCIDENCIASO jogo foi válido pela 25º rodada do Campeonato Brasileiro e foi realizado no Mané Garrincha, em Brasília.

Nesta noite de sábado(15), Vasco e Flamengo empataram em um a um no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O atacante Andres Rios abriu o placar para o Cruzmaltino e o zagueiro Luiz Gustavo marcou contra, empatando para o Rubronegro. A partida foi marcada também pela expulsão do meia Diego Ribas, do Flamengo e da lesão do jogador vascaíno Bruno Silva, que após se chocar com o companheiro de time teve que ser retirado de ambulância.

O jogo começou elétrico no Mané Garrincha. Logo aos dois minutos a equipe do Vasco chegou com perigo e obrigou o goleiro Diego Alves a fazer boa defesa após chute de Andrés Rios. Um minuto depois o Flamengo respondeu com um chute de Vitinho, que não assustou o goleiro Martín Silva. A equipe Vascaína criou também a primeira chance clara do jogo, Maxi López recebeu belo passe e ficou cara a cara com o arqueiro flamenguista, mas desperdiçou a oportunidade. Apesar da superioridade técnica do Flamengo, o time de Alberto Valetim conseguia sair para o jogo.

Maurício Barbieri via seus comandados com dificuldades de criar jogadas claras até a primeira metade da etapa inicial.  Mas a partir daí, a linha de três volantes montada pelo Vasco já não surtia tanto efeito na marcação e o  Flamengo passou a ter mais posse de bola. Entretanto, aos 28 minutos, em mais uma jogada explorando a presença de área de Maxi Lopez, o atacante Rios marcou aproveitou a sobra e abriu o placar para o alvinegro.

O meio-campo da equipe rubronegra tinha dificuldades para organizar as jogadas, Vitinho tentou algumas vezes explorar o chute de fora da área, mas sem sucesso até então. E apesar do placar favorável, o time vascaíno seguia buscando o ataque. Os minutos finais do primeiro tempo foram de bastante intensidade, principalmente por conta da ofensividade do Flamengo, que acabou não tendo sucesso. Entretanto, a equipe tentava chegar apenas com chutes de fora da área ou através de cruzamentos.

O retorno da partida começou, assim como a primeira etapa, com grande ritmo. Logo aos dois minutos, Maxi Lopez acertou a trave do goleiro Diego Alves em cabeçada. A equipe do Flamengo buscava o ataque com mais frequência por estar atrás no placar. E apesar do Vasco não ter jogadores de velocidade até aquela altura do jogo, conseguia explorar bem os espaços deixados no seu campo ofensivo. Nos minutos seguintes, a equipe vascaína não conseguia mais ficar com a bola e sofria bastante pressão até que por volta dos 12 minutos houve uma discussão generalizada entre os jogadores. A confusão gerou diversos cartões amarelos e a expulsão do meia Diego do Flamengo.

Pouco tempo após ter um jogador expulso, o Flamengo contou com a ajuda do zagueiro adversário que cabeçeou contra a própria meta e deixou o marcador igual no Mané Garrincha. A equipe vascaína, mesmo com superioridade numérica, demonstrava dificuldades físicas e via o rival continuar atacando. Um momento importante na segunda etapa foi uma dividida dura entre os companheiros de time Luiz Gustavo e Bruno Silva. O meia acabou levando a pior e teve que ser retirado de ambulância do estádio. A equipe cruzmaltina já havia feito as três substituições e o número de jogadores de cada time voltou a ser igual.

As circunstâncias do jogo permitiram que o Flamengo pudesse ir ao ataque com menor preocupação, já que não havia mais diferença numérica. Entretanto a equipe seguia tendo dificuldade em construir as jogadas. William Arão e Everton Riberio tinham dificuldade em criar as jogadas, e seguiam buscando bolas longas. No contra-ataque, Maxi teve uma boa chance de colocar o Vasco na frente de novo, mas o chute passou ao lado da trave de Diego Alves.

Nos minutos finais, o Vasco demonstrava estar satisfeito com o empate. A necessidade da vitória era fundamental para as duas equipes, mas a equipe rubronegra era quem buscava o gol da vitória desesperadamente. O clube alvinegro seguia tentando aproveitar algum eventual contra-ataque que surgisse. Arão teve grande chance já nos acréscimos, surgiu como elemento surpresa no meio da defesa adversária, mas cabeçeou pra fora.

Na próxima rodada o Flamengo recebe o Atlético-MG no estádio do Maracanã. Já o Vasco enfrenta o Santos no Pacaembu, em jogo atrasado.

VAVEL Logo

    Club de Regatas Vasco da Gama Notícias

    há 13 dias
    há 13 dias
    há 14 dias
    há 18 dias
    há 24 dias
    há 24 dias
    há 25 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês