Valentim lamenta empate contra Flamengo e quer acabar com jejum de vitórias do Vasco

No Mané Garrincha, o Vasco empata contra o Flamengo por 1 a 1 e Valentim admite os erros e quer mudança para o próximo jogo

Valentim lamenta empate contra Flamengo e quer acabar com jejum de vitórias do Vasco
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Com empate nada agradável contra o Flamengo, o Vasco fica em 17° (décimo sétimo) na tabela do Brasileiro somando 25 (vinte e cinco pontos). A fase não é boa e o torcedor quer mudanças. O técnico Valentim comanda o quinto jogo pelo clube e não conseguiu nenhuma vitória até agora. O próprio mostrou indignação em relação ao clássico e quer foco total para o próximo jogo contra o Bahia nessa segunda (24), às 20h.

Em coletiva, Alberto Valentim diz ter gostado da atuação do time no primeiro tempo e lamentou a falta do gol que poderia virar o jogo.

"Em se tratando de classifcação, não é o resultado que queríamos. Gostei muito do primeiro tempo. Era nossa proposta de jogo, procurando jogar futebol no campo do adversário. Poderíamos ter feito o segundo gol. No segundo tempo não conseguimos repetir a atuação, mas vi uma evolução muito grande no coletivo."

Ainda assim, o técnico citou a indignação da torcida e apoiou a atitude, visando mudanças dentro do time.

"Foi uma semana de cobrança. Quero lembrar que foi o torcedor que veio conversar com a gente, que veio na porta do nosso hotel. Ele veio nos apoiar. A cobrança interna existe, imagina da maior riqueza do Vasco, que é o torcedor."

Valentim também comentou sobre o lateral esquerdo Fabrício, que fez uma grande apresentação dentro de campo.

"Fabrício vem treinando muito bem, muito forte. É o que mais está correndo nos treinos, em distância percorrida, em alta intensidade. Tem qualidade. Eu queria ele fazendo essa ligação no meio-campo. Quem treina bem, treina forte, vai jogar."

Sobre o acidente com o Bruno Silva após um choque com o jogador Luiz Gustavo, Valentim cita o problema com o esquema e deseja melhoras.

"Infelizmente não conseguimos ter mais tempo com um a mais. MInha ideia era ter mais um atacante. A ideia era que ficássemos mais ofensivos ainda. Tomara que não seja nada grave, apenas um susto com a pancada forte que ele tomou."