Eduardo Baptista vê evolução no Sport e afirma: ''Não podemos desistir''
Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Eduardo Baptista vê evolução no Sport e afirma: ''Não podemos desistir''

Treinador elogiou trabalho tático da equipe e lamentou os gols tomados

miguel-angelo
Miguel Inácio

O Sport foi derrotado pelo Corinthians por 2 a 1 na Arena Itaquera na noite deste domingo. O resultado agrava ainda mais a situação delicada do Leão: apenas uma vitória nos últimos 15 jogos, oito derrotas consecutivas jogando fora de casa e a vice-lanterna do Brasileirão. O técnico, Eduardo Baptista, lamentou os gols sofridos, mas elogiou o trabalho tático da equipe no primeiro tempo e pregou discurso contra desistências.

“Foi um grande jogo tático do Sport. No primeiro tempo, o Jadson jogou um pouquinho, mas corrigimos as linhas. Sempre que ele tocava na bola, era longe da nossa área. Tínhamos que compactar para ele receber longe do nosso gol. Criamos algumas boas chances. Fizemos um bom primeiro tempo. Principalmente na marcação. E conseguimos jogar. No segundo tempo, sabia que o Corinthians ia pressionar. Só um chute trabalhado. Mas levamos um gol de bola parada e no fim um vacilo. Mas no segundo tempo criamos duas ou três boas chances para marcar. Temos que trabalhar. Não podemos baixar a cabeça. Não podemos desistir. Vejo uma evolução desses atletas", disse.

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

O treinador revelou que os jogadores também não baixaram a cabeça e sinalizou a manutenção de Jair, Marcão e Neto Moura como titulares da equipe Rubro-negra.

“Estamos num trabalho de montar a equipe. Vejo hoje que encontramos uma equipe. Vejo muita sustentação com Jair e Marcão. Neto Moura nos deu uma resposta boa. Montamos o time em uma semana. Agora é repetir. Temos ainda muito campeonato pela frente. É logico que o tempo começa a ficar mais curto, mas temos que dar moral a esse grupo. É trabalhar mais uma semana”, declarou.

“O sentimento que eles demonstraram nos vestiários é o mesmo do meu. Fizemos um grande jogo na casa do adversário. Estamos no caminho certo. É doído perder da forma que perdemos, mas o sentimento é de confiança, de fazer a coisa acontecer”, comentou.

Para o próximo confronto, contra o Palmeiras na Ilha do Retiro, Eduardo ressaltou que acredita na volta por cima com o apoio do torcedor.

“Vamos sair dessa situação. Domingo que vem eu conto com eles (torcedores). Temos que fazer a Ilha pulsar. É no torcedor. Sei que a torcida está magoada. Vem de um ano ruim. Eu vou fazer a minha parte, mas a gente precisa deles. Mesmo com essa derrota num momento difícil, vimos um desempenho que nos faz acreditar em sair dessa situação. É a nossa final de campeonato domingo”, finalizou.

VAVEL Logo