Léo Duarte sai em defesa de Barbieri e cobra melhora no desempenho: "Precisamos evoluir"
(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Léo Duarte sai em defesa de Barbieri e cobra melhora no desempenho: "Precisamos evoluir"

Zagueiro, que virou titular absoluto com o jovem treinador, defendeu a permanência do comandante, e celebrou a semana livre para treinamentos

rafalisboa
Rafael Lisboa

Após o empate contra o Vasco, 1 a 1 em Brasília, no último sábado (15), a pressão sobre o técnico Maurício Barbieri cresceu consideravelmente, e a diretoria foi pressionada pela troca no comando, mas - até o momento - resistiu. Nessa terça-feira (18), o zagueiro Léo Duarte saiu em defesa do treinador:

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

"Nós temos total confiança no Barbieri. É o nosso treinador. É quem a gente quer. Há muito tempo não tínhamos uma semana livre, o que dificulta nosso trabalho. Precisamos evoluir. Nessa semana teremos tempo e espero que isso já dê resultado no domingo".

O camisa 43 virou titular absoluto da equipe sob comando do jovem técnico, e garantiu que a pressão sobre Barbieri não é tema entre os jogadores. Porém, para mudar esse cenário, Léo garantiu que os atletas têm que correr dobrado para vencer os próximos jogos:

"Não falamos sobre isso (pressão no Barbieri). Temos que focar no Atlético-MG, depois no Corinthians. Sabemos a pressão que o Barbieri vem sofrendo. Nós também. Temos que mudar esse cenário, correr dobrado".

O zagueiro voltou a ressaltar o fato dessa semana ser a primeira sem jogos no meio, após 60 dias - depois da parada para a Copa do Mundo. Léo Duarte afirmou que a piora no desempenho da equipe passa pela falta de treinamentos durante esse período:

"Há muito tempo não tínhamos uma semana inteira. Em 60 dias foram 18 jogos. Mais recuperação do que treino. O Barbieri terá uma semana para fazer ajustes. Esperamos melhorar. Acho que falta treinamento. Foram muitos jogos, um em cima do outro. Os jogadores não têm muito tempo pra treinar e nem podem treinar. Mas agora com essa semana livre vamos poder treinar finalização para que essa bola começe a entrar".

Apesar do momento delicado, os resultados da rodada ajudaram e o Flamengo segue cinco pontos atrás do líder, São Paulo. O zagueiro usou a derrota do Internacional, para a Chapecoense, para destacar o equilíbrio e a dificuldade dos jogos:

"Está tudo embolado. Se tivermos 3 ou 4 vitórias, vamos brigar pela liderança. O Inter perdeu o jogo em Chapecó. O Brasileiro é muito difícil. Todos terão altos e baixos".

O Flamengo enfrentará o Atlético-MG, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo (23) às 16h, no Maracanã. Mais de 23 mil ingressos já foram vendidos para esse confronto. Em caso de vitória, o Rubro-Negro pode colar novamente nos líderes do campeonato.

VAVEL Logo