Bahia vence Botafogo em casa e abre vantagem nas oitavas da Sul-Americana
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Bahia vence Botafogo em casa e abre vantagem nas oitavas da Sul-Americana

Tricolor baiano sofreu, teve jogador expulso, mas conseguiu marcar dois gols e leva vantagem pequena para jogo de volta

miguel-angelo
Miguel Inácio
BahiaDouglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca (Everson) e Léo; Gregore, Elton e Ramires; Zé Rafael (Vinícius), Clayton (Júnior Brumado) e Edigar Junio. Técnico: Enderson Moreira.
BotafogoDiego; Luís Ricardo, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Gilson; Jean (Aguirre), Rodrigo Lindoso, Bochecha e Valencia (Luiz Fernando); Rodrigo Pimpão (Marcinho) e Brenner. Técnico: Zé Ricardo.
Placar1-0, 4 min., Ramires. 2-0, 59 min., Clayton. 2-1, 61 min., Rodrigo Pimpão
ÁRBITROpiero maza, auxiliado por christian schiemann e claudio rios
INCIDENCIASPartida válida pelo jogo de ida das oitavas de final da copa sul-americana, realizada na arena fonte nova, em salvador

O Tricolor baiano venceu o Botafogo pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Bahia conseguiu abrir uma vantagem de dois gols, mas viu os cariocas diminuírem a vantagem e ainda teve Léo expulso aos 30 minutos do segundo tempo. As duas equipes pecaram no quesito de criação ofensiva, mas os baianos sofreram mais ataques perigosos dos cariocas, que devem lamentar a derrota com um jogador a mais.

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

O Bahia abriu o placar cedinho. Com apenas 4 minutos, Ramires aproveitou bem a sobra do cruzamento e mandou para as redes de Diego. Primeiro gol do jovem jogador como profissional. No decorrer do terço inicial do primeiro tempo, o Tricolor baiano pressionou bastante a saída de bola do Botafogo, que não conseguiu criar jogadas.

Aos 19, o Botafogo conseguiu chegar com perigo. Após cobrança de escanteio, Igor Rabello tentou finalizar a sobra de cabeça. Nino Paraíba tentou interceptar, mas a bola foi em direção ao gol de Douglas, que teve que fazer uma boa defesa. Três minutos depois, em nova cobrança de escanteio, Brenner desviou e a bola passou perto da trave do Bahia.

O Tricolor teve outra boa chance aos 33 minutos. Ramires arriscou de fora da área, a bola resvalou na zaga do Bota e sobrou para Nino, livre bater para o gol. Ele pegou de primeira e acabou chutando para fora. No minuto seguinte, Clayton serviu Edgar Junio que arriscou de fora da área, também sem sucesso.

Aos 36, Brenner tentou para o Botafogo, mas o chute de longe passou sem perigo. Dois minutos depois, Léo, do Bahia foi à linha de fundo pelo lado esquerdo e cruzou para Clayton. A boa cabeçada foi defendida por Diego. Logo na sequência, o zagueiro Igor Rabello fez um lançamento para Brenner dentro da área do Bahia. O atacante chutou de primeira na trave de Douglas. O Botafogo conseguiu mais uma boa chance. Brenner puxou contra-ataque e tocou para Pimpão finalizar. A bola tocou no travessão do Bahia.

O primeiro tempo mostrou duas equipes não muito inspiradas. O Bahia até começou melhor, impedindo as ofensivas do Botafogo, que só conseguia chegar na bola parada. Mas os baianos falharam demais em criar oportunidades de gol. Em compensação, os cariocas cresceram na metade final do primeiro tempo, explorando jogadas de contra-golpe.

Já na etapa final,  Vinícius, que entrou no lugar de Zé Rafael, cobrou escanteio e, após desvio, Douglas Grolli esteve perto de ampliar o placar para o Bahia, mas a bola acabou escapando. Poucos minutos depois, o Botafogo teve boa chance na cobrança de falta de Luiz Fernando. Douglas fez boa defesa. Na jogada seguinte, Lindoso cruzou e, após chute travado de Rabello, Benevenuto tentou. A bola ainda desviou na zaga antes de Lucas Fonseca cortar em cima da linha, impedindo o empate do Fogão.

Mas foi o Bahia quem chegou ao gol. Aos 14 minutos, Vinícius cobrou escanteio, Clayton cabeceou no primeiro pau e Diego tentou a defesa, mas não conseguiu evitar o gol Tricolor. O Botafogo respondeu rápido. Três minutos após sofrer o segundo gol, Luiz Fernando tentou a puxeta na área do Bahia. O goleiro Douglas não conseguiu segurar e acabou dando rebote para Pimpão, que não perdoou a falha do goleiro e mandou para as redes. Aos 22, Douglas pôde se redimir, salvando uma cabeçada à queima-roupa de Benevenuto após cobrança de escanteio. No minuto seguinte, nova cabeçada de Benevenuto parou outra vez em outra boa intervenção do goleiro Tricolor.

O Botafogo continuou a criar chances. Em contra-ataque puxado por Pimpão, Luiz Fernando recebeu cara a cara com Douglas, que salvou o Bahia do empate. A situação do Tricolor baiano acabou ficando dramática. Aos 30 minutos, o lateral-esquerdo Léo acertou o rosto de Luiz Fernando, do Bota. O juiz decidiu por expulsar o jogador.

A fim de segurar o resultado e compensar a inferioridade numérica, o Bahia recuou suas linhas defensivas. O Botafogo passou a tentar tocar a bola no seu campo ofensivo, mas não conseguia ser objetivo nem imprimir velocidade. Aos 44, Vinícius teve uma boa chance, através de cobrança de falta, para ampliar o placar para o Bahia de novo, mas a bola passou por cima do gol. Aos 48, o Botafogo respondeu com cabeçada de Brenner. Douglas agarrou mais uma vez, mantendo o placar da partida.

Botafogo e Bahia se enfrentam novamente na quarta-feira, dia 3 de outubro, às 21h45, no Estádio Nilton Santos. Para o Tricolor, um empate basta para classificar. O Fogão precisa de uma vitória simples para passar para a próxima fase, já que fez um gol fora de casa. Porém, placares acima de 2 a 1 (como 3 a 2 ou 4 a 3) classificam o Bahia.

VAVEL Logo