Enderson assume jogo ruim do Bahia, mas valoriza vantagem conquistada sobre o Botafogo
Divulgação de foto: Esporte Clube Bahia

Enderson assume jogo ruim do Bahia, mas valoriza vantagem conquistada sobre o Botafogo

Treinador concordou com a imprensa que o tricolor não esteve bem, mas valorizou a vitória e a vantagem conquistada para o jogo de volta

wesley-silva
Wesley Silvali

Nesta quinta (20), o Bahia venceu o Botafogo pela primeira partida das oitavas de finais da Copa Sul-Americana. Os 2 a 1 com gols do jovem Ramires e do atacante Clayton dão ao tricolor da boa terra a condição de poder jogar pelo empate na partida de volta, dessa vez com mando de campo dos cariocas. Apesar da vitória e da vantagem conquistada, a atuação do Bahia foi questionada.

Sem muita inspiração o time não agradou nem tanto aos torcedores como também a imprensa local. Vendo-se questionado quanto a isso, o treinador Enderson Moreira endossou o discurso e admitiu: o time não esteve bem mesmo. Mas o técnico não adotou extremismos e quis passar a ideia de que o importante mesmo era vencer. Algo que o Bahia conseguiu.

+ Confira as ofertas do nosso parceiro FutFanatics!

“Acho que não tivemos uma grande atuação, de fato. Mas temos que enaltecer o triunfo, o importante era vencer e conseguimos. Conquistamos uma vantagem, que era o objetivo. Se a vantagem é pequena? Sim. Mas uma vantagem é uma vantagem e temos que valorizar. Hoje o importante era o resultado. Sempre o importante é o resultado. Mas claro, quando você ganha e tem uma atuação boa isso é visto como um cenário mais ideal”.

Mesmo que o jogo de volta ainda seja no dia 3, o Enderson Moreira já estabeleceu como meta e foco o que a equipe terá que fazer até lá. E até antecipou parte dos planos de como o time se comportará jogando no Engenhão.

“Hoje em alguns momentos tínhamos o controle absoluto, enquanto em outros começávamos a errar passes bobos em sequência e tomar decisões equivocadas. Foram umas das razões que fez com que não tivéssemos saído com uma vantagem mais ampla. E é o tipo de concentração que devemos ter no jogo de volta”.

Com calendário cheio e até pouco tempo jogando três competições paralelas (Copa do Brasil, Brasileirão e Sul-Americana), o técnico teve que inevitavelmente falar da rotina exaustiva dos seus jogadores. Algo que naturalmente gera um desgaste indesejado.

“Alguns jogadores até nem tiveram essa sequência tão grande, mas outros jogaram de forma repetitiva amplamente. De uma forma geral, falando sobre hoje especificamente, coloco mais na conta o fato da nossa falta de atenção onde perdemos a organização, do que propriamente no desgaste. Ele hoje apareceu justamente por causa dessa nossa falha”, encerrou.

VAVEL Logo

    Esporte Clube Bahia Notícias

    há 10 dias
    há 10 dias
    há 16 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 19 dias
    há 20 dias
    há um mês
    há 18 dias
    há um mês
    há um mês