Barbieri comemora tempo para treinar e valoriza Vitinho: "Vem crescendo de produção"
(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Barbieri comemora tempo para treinar e valoriza Vitinho: "Vem crescendo de produção"

Treinador destacou o primeiro período livre para fazer ajustes na equipe depois da Copa do Mundo, defendeu as atuações do Rubro-Negro e também aproveitou para falar sobre o camisa 14

rafalisboa
Rafael Lisboa

Aproveitando a primeira semana de treinos após a disputa da Copa do Mundo, o técnico Maurício Barbieri concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu. Pressionado após o empate contra o Vasco, no último domingo (16), o treinador garantiu que a pressão existe sempre no Flamengo, e que todos estão trabalhando forte para entregar os resultados desejados:

+ Confira ofertas do nosso parceiro FutFanatics

"O Flamengo tem pressão em qualquer circunstância e momento. Todo profissional aqui tem que estar preparado para lidar com isso. Desde o início é assim. Estamos fazendo o trabalho da melhor maneira possível. A vontade de entregar o trabalho da melhor forma possível é muito maior do que qualquer pressão. A pressão é inerente em um clube do tamanho do Fla. Quem está aqui tem que estar apto para conviver com isso. O meu objetivo e dos jogadores é entregar os resultados que a torcida espera".

Depois do Mundial, foram quase 60 dias seguidos, sem que o Rubro-Negro pudesse ter tempo livre para treinar, e isso foi destacado pelo treinador. Além disso, afirmou que esse período será importante para recuperar o nível de futebol que já foi apresentado sob seu comando:

"A gente falou muito sobre essa semana. Aproveitamos para trabalhar, mas não podemos esquecer que vínhamos de uma sequência grande de jogos e no primeiro momento, usamos para recuperar os jogadores. A gente vem trabalhando forte, ainda temos mais três dias até a partida para ajustar algumas coisas. É um momento importante para a gente recuperar o que vinha apresentando de bom e ajustar outras para obtermos os resultados que a gente deseja".

Após o período do Mundial, o rendimento do Flamengo despencou, e a equipe passou a ser melhor marcada, encontrando dificuldades para anotar gols e vencer as partidas. Porém para o técnico rubro-negro, a equipe vem criando as chances para marcar porém, a bola não vem entrando:

"A posse de bola do Flamengo é efetiva. São raros os jogos que o adversário finaliza mais. Temos sido agressivos, mas pouco eficientes. Contra o Vasco, o Arão teve a possibilidade de gol no fim. Se faz, tenho certeza que o assunto seria diferente hoje".

E finalizou falando sobre a situação de Vitinho, que foi a contratação mais cara da história do clube (10 milhões de euros). Para Barbieri, o camisa 14 jogou na mesma função de Vinicius Junior e Everton, e afirmou que se sente bem na posição atual. Além disso, destacou que o próprio atacante não está satisfeito com seu rendimento, e está trabalhando para melhorar:

"O Vinicius vinha suprindo bem a saída do Everton. O Vitinho jogou nessa função no Botafogo, com características diferentes. Ele me diz que se sente confortável. Vem crescendo de produção. Ele sabe que não está conseguindo ser efetivo e está trabalhando".

Com mais de 25 mil ingressos já foram vendidos para o confronto contra o Atlético-MG, no Maracanã, nesse domingo (23) às 16h. Se vencer, o Rubro-Negro poderá terminar a rodada mais próximo dos líderes.

VAVEL Logo

    Flamengo Notícias

    há um dia
    há 7 dias
    há 6 dias
    há 6 dias
    há 9 dias
    há 9 dias
    há 11 dias
    há 14 dias
    há 17 dias
    há 17 dias
    há 18 dias