Flamengo e Atlético-MG se enfrentam pressionados por bom resultado no Brasileirão
Staff Images/ Flamengo

Flamengo e Atlético-MG se enfrentam pressionados por bom resultado no Brasileirão

A vantagem do confronto direto pertence ao Rubro-Negro. São 46 vitórias contra 35 do Galo e 20 empates entre as equipes

brunamaia
Bruna Maia
Flamengo Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Réver, Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá; Éverton Ribeiro, Vitinho e Henrique Dourado
Atlético-MGVictor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Luan, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira

Após o empate com o Vasco no último domingo (15), o Flamengo encara o Atlético Mineiro, no Maracanã, às 16h, deste domingo (23). Até a manhã de sábado (22), 30 mil ingressos já tinham sido vendidos para a partida. Os dois times tentam ganhar fôlego no Brasileirão. Mesmo em fase complicada, o Flamengo segue na busca pelo topo da tabela e o Galo tenta se manter no G-6. 

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

Liberado para atuar na partida, Cuellar afirma que o time estará pronto para buscar recuperação

O jogador que tinha sido punido pelo STJD, com dois jogos de suspensão, depois de um de pisão no atacante Pablo, do Atlético-PR, teve efeito suspensivo concedido na sexta-feira (21), portanto, o volante está confirmado na partida deste domingo. 

Na entrevista coletiva, Cuellar comentou sobre situação do técnico Maurício Barbieri

“Temos total confiança nele, entendemos o que ele quer, apesar de os resultados não serem os desejados na última semana. Temos certeza que ele vai nos ajudar a dar ao Flamengo uma ideia de jogo e títulos também”, disse Cuellar.

“Uma queda de rendimento é natural no futebol e na vida, altos e baixos. Temos que saber lidar com isso, com a pressão. É um grande time, teremos cobrança. Não sabemos o que aconteceu, mas temos tentado solucionar”, afirmou. 

Cuellar também comentou a respeito do desfalque do meia Diego, expulso no último jogo do Rubro-Negro, contra o Vasco.

“O peso da ausência do Diego é muito grande. Todos sabem da importância dele, do peso. Mas quem substituir estará a altura para este compromisso. Todo time estará pronto para que faça um grande jogo”, comentou Cuellar. 

Após ser questionado sobre o tempo de treinamento que o Flamengo terá até a viagem para São Paulo, para enfrentar o Corinthians no meio da semana, o volante declarou que o tempo não é tudo. 

“Meu pensamento sobre isso (tempo para treinar) é muito pessoal. É relativo. Tivemos a parada para Copa e não tivemos os resultados desejados depois. O importante é o descanso, o ser humano precisa descansar, o atleta, para voltar trabalhando forte”, declarou.

Cuellar também comentou sobre características do Galo e afirmou que o time carioca tem o objetivo de ganhar título. 

“O time do Atlético-MG é competitivo, não tem pressa com a bola e temos que saber lidar com isso. Temos criado oportunidades e não estamos fazendo os gols. Depois que a bola entrar, pegaremos confiança e esperamos que seja assim até o fim do ano”, disse Cuellar. 

“Temos um grupo muito qualificado e que sabe que o objetivo é conquistar títulos. Quem não pensar assim, vai se expor sozinho. Temos que vencer o jogo com o Atlético-MG para começar a reverter esta situação e chegar bem em São Paulo”, completou.

Já que o Flamengo não poderá contar com Diego, o técnico Mauricio Barbieri deve optar por colocar Arão no meio-campo e adiantar Lucas Paquetá para a armação das jogadas. Uma novidade na lista dos relacionados é o meia Yuri César. O garoto de 18 anos é mais um prodígio da geração de 2000. Vale lembrar que o time carioca só venceu uma partida nos últimos cinco jogos. A equipe tenta se recuperar na competição. Líder por 10 rodadas, hoje é apenas o quarto colocado. 

Larghi busca melhor estratégia para enfrentar o Rubro-Negro

Nesta semana, o Atélico-MG fez apenas um treino aberto e Thiago Larghi mexeu na equipe algumas vezes. O técnico afirmou que não tem o time titular definido, mas tem em mente 10 dos 11 jogadores que vão começar a partida no Rio de Janeiro.

“A gente está bastante convicto do que queremos fazer para a partida. Ainda temos uma dúvida e não sabemos ainda exato. Não está 100%, mas o time está 95% confirmado, e temos que ressaltar o poder do grupo que a gente tem. É um grupo que está se empenhando. Os treinos estão sendo de ótimo nível, e isso importantíssimo para a gente chegar no nosso objetivo. A gente sabe qual é a defesa, sabe qual é o ataque. Defesa é um setor onde a gente vai procurar cada vez mais ter solidez e inventar menos“, afirmou Larghi. 

A dúvida do técnico é no meio de campo. Luan e Tomás Andrade dividiram a titularidade no treino. Maluquinho jogou mais centralizado, e o argentino do lado direito, compondo o setor com Emerson.

“Isso dai é uma estratégia para a partida. Pode ser o Luan também na direita. Fiz o primeiro treino com o Tomás, mas não quer dizer que ele jogue. Temos outros jogadores, como o David, que entrou contra o Cruzeiro. Tem o Edinho, que vem treinando bem. Tem o Nathan também. A gente entende que o grupo está se fortalecendo, temos mais jogadores e mais opções. A gente teve dois meio de campo diferentes, e foram dois titulares. É um time que está se fortalecendo.“, comentou. 

O técnico do Galo aposta no bom momento da equipe, que tem a sétima campanha no returno do Campeonato Brasileiro, para reverter a derrota no Horto, sofrida no primeiro turno. A equipe precisa vencer para seguir na busca do seu espaço no G-4. 

"Acho que o nosso grupo está bastante consciente da dificuldade que apresenta a partida, mas também está consciente do que temos feito no nosso desenvolvimento", afirmou. 

"Nos últimos oito jogos, são quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota, e uma derrota que tínhamos total condição de vencer, que foi contra o Vitória. O último jogo não foi o que a gente esperava em termos de resultado, mas também não perdemos a partida. Nos preparamos bem. Está sendo uma semana boa para definir o time e buscar os três pontos lá.", completou Larghi. 

Um reencontro de efetivados 

Maurício Barbieri e Thiago Larghi, que eram técnicos interinos no último duelo entre as equipes, se reencontram agora efetivados, e apesar de não estarem em situação crítica na tabela, carregam uma grande pressão por bons resultados. 

Depois de dois meses sem uma semana livre para trabalhar, pela primeira vez Barbieri garante encarar as cobranças da melhor forma e confia em uma melhora de rendimento. 

"O Flamengo tem pressão em qualquer circunstância e momento. Todo profissional aqui tem que estar preparado para lidar com isso. Desde o início é assim. Estamos fazendo o trabalho da melhor maneira possível. A vontade de entregar o trabalho da melhor forma possível é muito maior do que qualquer pressão.", disse Barbieri.

Thiago Larghi vê diferenças no momento vivido pelos dois times e técnicos. O técnico do Atlético-MG elogiou o trabalho de Maurício Barbieri e também o momento do Galo no campeonato.

"São casos distintos. A gente passou por uma reformulação no nosso elenco. Pelo jogo desenvolvido pelo Flamengo, acho que o Flamengo vem fazendo bons jogos. A questão dos resultados são pontuais. Acho que o Barbieri ainda desenvolve um grande trabalho e não vejo motivo para tanto alarde assim. Sei que as cobranças são sempre grandes e é importante manter o foco no nosso trabalho e no desempenho do time principalmente.", declarou Larghi. 

Depois do duelo, o Flamengo tem a missão de superar o Corinthians em Itaquera, após o empate por 0 a 0 no Maracanã. O partida será na quarta-feira (26) e é válida pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil. O Atlético-MG volta a campo no domingo (30), contra Sport Recife pelo Campeonato Brasileiro. 

VAVEL Logo

    Flamengo Notícias

    há 7 dias
    há 7 dias
    há 8 dias
    há 8 dias
    há 10 dias
    há 11 dias
    há 13 dias
    há 13 dias
    há 15 dias
    há 15 dias
    há 17 dias