Mano Menezes celebra mais uma final pelo Cruzeiro: "Podemos sonhar com o bicampeonato"
(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C)

Mano Menezes celebra mais uma final pelo Cruzeiro: "Podemos sonhar com o bicampeonato"

Com Barcos marcando novamente e com atuação segura da defesa, a raposa chega pelo segundo ano consecutivo à final da Copa do Brasil

leo-moura
Leonardo Almeida

O Cruzeiro confirmou o seu favoritismo em decisões contra o Palmeiras e está novamente em uma final de Copa do Brasil. Barcos abriu o placar para a raposa no primeiro tempo e Felipe Melo empatou no segundo tempo para o verdão. Com isso, o time de Mano Menezes avançou com o agregado 2x1 pelo resultado de 1 a 0 em São Paulo e tem agora o Corinthians como adversário na finalíssima.

+ Confira ofertas de nosso parceiro FutFanatics

Contra o elenco mais caro do Brasil, o técnico Mano Menezes comentou sobre a postura da equipe nos dois jogos da semifinal.

"Foram dois jogos duríssimos, porque o adversário é de grande nível e exigiu muito da gente. Trouxemos mais uma vez uma vitória de fora para o segundo jogo. Hoje penso que de todos os jogos, esse (jogo) foi o que tivemos o maior controle da situação nos jogos de volta. Iniciamos bem...seria um jogo de poucas oportunidades pelas características das equipes e pela filosofia dos técnicos. Fizemos o nosso gol na frente e sofremos um gol da única maneira que poderíamos sofrer, uma bola parada porque a equipe se comprometeu muito mais uma vez. Ela (equipe) nesse aspecto de entrega é brilhante e por isso estamos chegando no segundo ano consecutivo na final da Copa do Brasil. Agora sim eu disse aos jogadores que podemos sonhar com o bicampeonato", pontuou.

Contestado um pouco pela torcida cruzeirense pela falta de gols, o atacante Barcos marcou no primeiro jogo no Allianz Parque e novamente no jogo de volta, no Mineirão. Dessa forma, ele foi a peça mais decisiva de Mano Menezes nesta semifinal. 

"A minha decisão é coerente. Poderia ser coerente para o Raniel, Sassá, mas era coerente para o Barcos. E isso faz muito diferença na relação do técnico com os seus jogadores. Barcos foi decisivo no jogo em São Paulo. Não tinha sentido eu tirá-lo hoje e iniciar de outra maneira. Não seria justo e os jogadores avaliam muito essa justiça nas decisões, porque isso faz parte da aceitação de 30, 35 profissionais", comentou.

Ao final da partida, o público no Mineirão presenciou cenas lamentáveis entre alguns jogadores. Tendo em vista que o Cruzeiro encara o Palmeiras no proximo domingo (30) pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Mano Menezes espera que os jogadores deixem o ocorrido para trás.

"Não aconteceu nada na partida até então que se justificasse qualquer tipo reação diferente de A ou de B.  Quando existe uma confusão dessas, não tem certo e errado, os dois lados estão errados. Então vamos deixar aí e teremos uma boa oportunidade de mostrar isso no domingo. Eles como mandante vamos visitá-los e espero que seja como lá e aqui, que o campo decida qual é o melhor", finalizou. 

VAVEL Logo