Coritiba vence Avaí com gol controverso e continua sonhando com acesso
Foto: Divulgação/Coritiba FC

Coritiba vence Avaí com gol controverso e continua sonhando com acesso

Vitor Carvalho marcou em lance que a bola não chegou a passar pela linha claramente e diminuiu a distância do Coxa para o G-4

bruno-da-silva
Bruno daSilva

'Vale até de meio a zero'. Se existe vitória desta forma, o Coritiba se aproximou disso em partida válida pela 29ª rodada da Série B. O Coxa bateu o Avaí por 1 a 0, em gol de Vitor Carvalho, onde a bola não chegou a passar claramente pela linha. O triunfo diminuiu a distância para o próprio Avaí, quarto colocado, para cinco pontos. 

Foi um primeiro de poucas chances no Couto Pereira. O Avaí cedeu a posse de bola ao Coritiba, que pouco conseguiu criar mesmo com 71% dela. Foram seis finalizações do Coxa na primeira etapa, contra cinco do Leão. Em chutes na direção do gol, o time catarinense teve ligeira superioridade: dois a um. Aos seis, após boa jogada pela esquerda, Capa cruzou no meio da área e Daniel Amorim desviou de cabeça, mas Wilson segurou sem problemas.

Com muito tempo de bola, o Coritiba tentou com Jean Carlos e Chiquinho, meias abertos, criar jogadas, mas foram poucas as ocasiões perigosas, mesmo com as inversões propostas pelo técnico Argel Fucks em alguns momentos. Aos 21, Chiquinho cruzou para o meio da área e achou Alecsandro, que caído, rolou para Parede, que apareceu com espaço e bateu de primeira, porém mandou por cima do gol.

Aos 29, Simião ficou com rebote de bola dividida na linha de fundo, e tocou para Jean Carlos, que arriscou chute de fora da área, mandando perto do ângulo de Kozlinski, na última finalização realmente perigosa dos mandantes. O Avaí, dentro de sua estratégia, manteve uma marcação mais baixa, que dificultou a criação de jogadas do Coxa, mas também foi pouco eficiente na busca pelos contra-ataques. O técnico Geninho, aos 39, precisou fazer uma substituição forçada, com Luan Pereira entrando na vaga do contundido André Moritz.

Já na reta final, aos 44, depois de dividida na intermediária, Daniel Amorim arriscou chute de primeira e mandou com perigo, obrigando boa defesa de Wilson, que evitou o primeiro gol da partida ainda na etapa inicial.

A segunda etapa começou mais movimentada e, principalmente na bola parada, os times assustaram. Aos quatro, em boa chegada pela linha de fundo, Iury colocou na cabeça de Getúlio, que ganhou no alto, mas tocou de cabeça por cima do gol. Quatro minutos depois, Guilherme Parede fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Chiquinho, que apareceu livre, porém cabeceou mal e mandou longe.

Aos 12, em ataque rápido do Avaí pela direita, Daniel Amorim levantou forte na cabeça de Getúlio, que direcionou para o gol, em cima de Wilson. No minuto seguinte, após cruzamento de Guilherme, Parede dominou e finalizou de voleio, mas Kozlinski voou e fez defesa fantástica para evitar o 1 a 0. No lance seguinte, porém, na cobrança de escanteio de Chiquinho, o goleiro saiu mal, Vitor Carvalho tocou de cabeça, e Matheus Barbosa tirou de forma acrobática praticamente em cima da linha, mas a arbitragem confirmou o gol do Coritiba.

O Avaí, que chegou a ter 28% de posse de bola, passou a ter o domínio do jogo após tomar o gol e subiu para 40% ao fim do jogo. Além disso, o número de finalizações terminou bem maior para os visitantes: 18 a 11. Aos 25, Renato cobrou escanteio no meio da área e Daniel Amorim subiu sozinho, mas tocou mal de cabeça e perdeu grande chance para empatar.

Geninho promoveu a estreia de Jones Carioca e também a entrada de Marquinhos, mas o Avaí, apesar das chances criadas e da pressão exercida, falhou principalmente no momento da assistência, mas também na definição. Aos 41, Getúlio recebeu de Jones na entrada da área, girou para cima de Rafael Lima e, pressionado, finalizou de canhota, porém sem direção. Dois minutos depois, em falta cobrada rapidamente, Iury apareceu livre na direita, cruzou rasteiro e Getúlio tentou finalizar após bola mal rebatida, mas Wilson segurou e evitou o empate em lance inacreditável.

Por pouco, no contra-ataque, o Coxa não ampliou. Aos 45, Guilherme recebeu de Chiquinho na esquerda, foi limpando para dentro e finalizou de dentro da área, mandando perto do gol de Kozlinski. O Avaí tentou pressionar no fim, mas não foi o suficiente para buscar o empate.

Com 40 pontos, o Coritiba sobe para o 10º lugar, cinco ponto atrás do Avaí, primeira equipe dentro do G-4, e que supera o Guarani, que tem a mesma pontuação, no saldo de gols - 12 a 7.

As duas equipes voltam a campo na próxima sexta-feira (5). O Coritiba joga novamente em casa, desta vez contra o Juventude, às 21h. Na Ressacada, o Avaí enfrenta o Boa Esporte, às 20h30.

VAVEL Logo