Candidato à artilharia pelo Atlético-MG, Ricardo Olveira explica comemoração: "Decidi na hora" 
(Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Candidato à artilharia pelo Atlético-MG, Ricardo Olveira explica comemoração: "Decidi na hora" 

Centroavante marcou o quinto gol do Atlético na goleada sobre o Sport pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro

leo-moura
Leonardo Almeida

O Atlético goleou o Sport no último domingo (30) no estádio Independência, por 5 a 2. Elias, Cazares, Emerson, Fábio Santos e, por fim, Ricardo Oliveira, sacramentaram o chocolate. O experiente camisa 9 do Galo, comemorou de uma maneira diferenciada, plantando bananeira. Ele, que estava há um tempo sem marcar, explicou a comemoração.

"Não sou muito de fazer esse tipo de comemoração. Decidi na hora do gol. Eu faço isso na Cidade do Galo. Quando a gente faz os trabalhos de musculação, faço esse tipo de trabalho, que é um trabalho de força, equilíbrio", afirmou.

O jogador alvinegro ainda comentou que as vezes a profissão passa por uns altos e baixos. Então, em certos momentos é preciso comemorar.

"Quando menino, fazia muito isso também. Todos nós temos uma criança dentro de nós. Às vezes ela está um pouco adormecida. Às vezes passamos por situações difíceis dentro da profissão. O atacante principalmente, quando não faz gol, quando a coisa não vai bem. Chega um momento em que você quer colocar a criança pra fora também", explicou.

Ricardo Oliveira marcou o seu 11° gol no Brasileirão em 26 jogos. Dois a menos que Gabigol, do Santos, com 13 gols. O Galo é a equipe que mais fez gols neste campeonato, com 47 bolas na rede no total. O camisa 9 alvinegro almeja a artilharia, porém pondera que o foco principal é o coletivo.

"Meu objetivo é esse: fazer o máximo de gols para ajudar o coletivo. E, sem sombra de dúvida, (a artilharia) é um dos objetivos pessoais, individuais. A gente vai dar o máximo pra buscar essa artilharia também", finalizou.

VAVEL Logo