Mazola Junior mostra frustração após empate do Criciúma: "Não tivemos competência de fazer gol"
 (Foto: Divulgação / Criciúma)

Mazola Junior mostra frustração após empate do Criciúma: "Não tivemos competência de fazer gol"

Técnico avaliou time com 'espírito guerreiro' após empate sem gols em casa

beatrizfabbri
Beatriz Fabbri

O Criciúma acabou ficando no 0 a 0 contra o Oeste nesta terça-feira (02), em casa no estádio Heriberto Hülse, pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Somando apenas um ponto em um jogo complicado e com muita chuva, o Criciúma se mantém na 11ª colocação da tabela com 40 pontos. O técnico Mazola Junior mostrou-se satisfeito com o desempenho da equipe dentro de campo, porém, lamentou por não ter conseguindo os três pontos. 

"O Criciúma se adaptou ao estado do terreno, até pelas características dos nossos jogadores. Infelizmente, não tivemos a competência de fazer o gol, mas criamos cinco oportunidades. O Luiz faz uma defesa no jogo inteiro. Nós tivemos o espírito guerreiro. Frustrado, sim, por não ter conseguido a vitória, mas, ao mesmo tempo, muito satisfeito com a entrega, determinação e produtividade da minha equipe, muito satisfeito mesmo. Até falei para os meninos que não quero ninguém de cabeça baixa, ninguém triste, pois trabalhamos muito" afirmou o técnico. 

Durante o primeiro tempo, o atacante Zé Carlos precisou ser substituído. O treinador também fez outras alterações, seja por tática ou problemas de lesões.

"O Zé estava bem no jogo. A sequência dos jogos ele está sentindo muito. Ele acabou sentindo uma lesão na posterior. Já estamos desfalcados na parte ofensiva, acabou prejudicando, sim. Limita muito a gente. O Carlos Eduardo pediu para sair, sentiu a lesão que teve no treinamento da semana passada. ​Não tínhamos nenhum jogador com característica de força e nem no ataque. O Alex estava mais inteiro no aspecto físico e tem uma batida na bola diferente do Elvis, que fez o jogo todo no sábado. A entrada do Alex foi por esse motivo. Foi mais um refresco físico." ressaltou.

O comandante afirmou que o time não tem mais a possibilidade de cair de divisão, já que a soma de pontos favorece a equipe tricolor. 

"Não podemos criar esse tipo de ilusão. Temos que ser realistas para não criar nenhuma perspectiva falsa e, depois, desiludir o nosso torcedor que tão feliz está com esta fase da equipe. Se você começa uma competição dessa com 38 rodadas e em sete rodadas você só faz um ponto, comprometeu o campeonato todo, pode ter certeza disso. Então vamos com calma, tranquilos. Faltam só cinco pontos. Hoje, posso afirmar que, pelo que estamos produzindo, é praticamente impossível o Criciúma descer de divisão" disse Mazola.

Na próxima terça-feira (09), às 21h30 (de Brasília), o Criciúma enfrenta o Brasil de Pelotas em casa, no Heriberto Hülse, pela 31ª rodada da Série B

 

VAVEL Logo