Raio-X: veja a comparação entre os titulares de Cruzeiro e Corinthians
(Fotos: Divulgações/Cruzeiro e Corinthians)

Raio-X: veja a comparação entre os titulares de Cruzeiro e Corinthians

Confira o levantamento da VAVEL a respeito dos elencos titulares para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil entre Cruzeiro e Corinthians

ma_azevedo
Marcella Azevedo

Na noite desta quarta-feira (10) teremos o primeiro jogo da final da Copa do Brasil 2018, e o duelo é entre Cruzeiro e Corinthians. A equipe Celeste, foi eliminada nas quartas-de-finais da Libertadores, pela equipe do Boca Juniors, enquanto o Timão caiu nas oitavas-de-final, para o time chileno Colo-Colo.

No campeonato brasileiro, as equipes vivem momentos "semelhantes", pelos números de pontos ganhos. O Cruzeiro ocupa a 9º colocação, e tem 37 pontos somados, porém, com um jogo a menos e no total são nove vitórias, dez empates e oito derrotas. Já o Corinthians está um pouco pior, atualmente está em 11º lugar, com 35 pontos em 28 jogos disputando, sendo nove vitórias, oito empates e onze derrotas. 

Agora se tratando da Copa do Brasil, vamos relembrar quais adversários as duas equipes deixaram para trás, para conseguir estar na grande final. A Raposa passou pelo Atlético-PR, Santos e Palmeiras. O Corinthians, em contrapeso, passou pelo Vitória, Chapecoense e Flamengo.

Os dois times se enfrentaram em apenas uma final, e o campeonato era o Brasileiro de 1998, o timão foi o grande campeão.

Agora é a hora do time de Mano Menezes e Jair Ventura, se aventurarem. A raposa tenta o hexacampeonato, em sua oitava final. O alvinegro, o tetra em sua sexta chegada em uma final.

Fizemos um comparativo das equipes, com os possíveis titulares e também os reservas. Confiram:

Goleiros: Fábio x Cássio


Se tratando da pequena área, ambos os times estão bem representados/protegidos. Fábio foi mais acionado na competição, principalmente ao pegar todos os pênaltis diante do Santos, para poder avançar na competição, na temporada, sofreu apenas 34 gols.

Cássio é gigante quando o assunto é jogo de decisão e cresce muito quando a partida vai para as penalidades máxima, pegou 14 desde 2012, ano que chegou ao clube paulista. Na temporada, sofreu 40 gols em 52 jogos disputados.

CRU 1 X 1 COR

Laterais: Edilson e Egídio x Fagner e Danilo Avelar

A lateral direita era um problema para o professor Jair Ventura, pois Fagner era dúvida, até a tarde de ontem, quando foi definido que ele vai começar o jogo. Se tratando de qualidade entre Fagner e Edilson, o corintiano leva vantagem por ser um jogador com maior bagagem, até mesmo em copa do mundo e com um poder ofensivo melhor que Edilson.

Já pelo lado esquerdo, Egídio ás vezes pode deixar a desejar um pouco, mas em um duelo com Danilo Avelar, leva vantagem por apoiar bem e algumas vezes, fazer bom cruzamento, além de estar há algum tempo no time, diferente do camisa 35 do timão, que não se adaptou ao Campeonato Brasileiro ainda e sequer caiu na graça da Fiel.

CRU 2 X 2 COR

Zagueiros: Dedé e Léo x Léo Santos e Henrique

Comparar Dedé com Léo Santos é até um pouco fora do padrão, por conta da experiência do cruzeirense contra a juventude do corintiano, é evidente que a qualidade de Dedé é maior, jogador de seleção. O duelo entre Léo e Henrique, a melhor é para o cruzeiro, de novo: Henrique é lento e não consegue dar os mesmos piques que o jogador celeste.

CRU 4 x 2 COR

Meio campo: Lucas Silva, Henrique, Robinho e Thiago Neves x Ralf e Gabriel


Jair e Mano jogam com táticas diferentes. No esquema de Jair, ele tem apenas dois homens no meio, e o Mano utiliza quatro bons homens, principalmente no quesito velocidade. Um disputa entre o experiente Ralf contra o ligeiro Henrique, fica nítido quem leva a melhor. A qualidade técnica de Lucas Silva é muito maior que de Gabriel, que ajudou muito em 2017, mas vem atuando em baixo nível nessa temporada. Thiago Neves dispensa comentários e Robinho, é esforçado e pode mudar o jogo, caso esteja inspirado

CRU 8 x 2 COR

Ataque: Rafinha e Barcos x Romero, Mateus Vital, Clayson e Jadson

Os homens de ataque do Corinthians, na verdade são Romero e Clayson, mas como Jair não joga com centroavante, ficam os dois armadores (Jadson e Vital) fazendo a última linha, junto com os dois atacantes. Mesmo se for comparar com os homens do meio, Jadson e Vital perdem no quesito qualidade.

E em uma comparação direta entre Romero e Clayson X Rafinha e Barcos, o esforço de Romero poderia até contar, mas não dá para falar que ele é melhor que Barcos. Clayson poderia bater de frente com Rafinha, mas  a finalização do atacante do timão, raramente vai ao gol, já não podemos dizer o mesmo de Rafinha.

CRU 10 X 2 COR

Tecnicamente, o Cruzeiro tem muito mais qualidade que o Corinthians, mas existe aquele fator maior que conta muito para o futebol: ele é uma caixinha de surpresa e tudo acontecer.

Medalhão x Novato: Mano conquistará sua terceira copa do Brasil, ou chegou a hora de Jair levantar o seu primeiro caneco?

Se tratando de um técnico com maior experiência e com passagens por grandes clubes como Grêmio, Corinthians, Flamengo, um pequeno período na China e também ter comandado a seleção brasileira, Mano coleciona 9 títulos já conquistados pelos clubes que passou. Entre eles, duas copas do Brasil. Uma com o Corinthians em 2009 e a outra no ano passado, com o Cruzeiro.

Por sua vez, Jair Ventura começou a aventura como técnico em 2009, sendo auxiliar de Ney Franco, no Botafogo. Em 2010 ficou responsável por ser técnico interino, mas voltou ao cargo de auxiliar quando Joel Santana chegou, e ele ficou responsável pela equipe sub-20, também.

Já 2016, retornou para o Botafogo, e foi efetivado como treinador interino da equipe; o trabalho dele foi muito bom e tirou o time de um possível rebaixamento, para uma vaga na libertadores, ganhando de grandes clubes. Em 2017 ele disputou a libertadores e parou nas quartas de final, diante do Grêmio. Jair ressuscitou o espírito guerreiro do Botafogo e isso despertou o interesse do Santos no técnico. Porém, ele não foi bem no time da baixada e ficou no comando por 7 meses. E agora tenta seu primeiro título como treinador

O começo dessa história será escrito hoje, à partir das 21h45 em Belo Horizonte, e o final  está programada para o dia 17/10, no mesmo horário, em São Paulo.

VAVEL Logo