Atlético-PR goleia Sport e alcança marca histórica dentro de casa
Foto: Divulgação/Twitter Oficial Atlético-PR

Atlético-PR goleia Sport e alcança marca histórica dentro de casa

Agora são nove vitórias consecutivas na Arena da Baixada

matheus-gabriel
Matheus Gabriel
Atlético-PRSantos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Bruno Guimarães (Rossetto), Lucho (Wellington) e Raphael Veiga; Marcelo Cirino, Bergson e Nikão (Rony). Técnico: Tiago Nunes
sport club do recifeMagrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Evandro; Marcão (Nonoca), Fellipe Bastos, Gabriel, Marlone e Mateus (Hernane Brocador); Michel Bastos. Técnico: Milton Mendes.
PlacarThiago Heleno, 2`2ºT (1-0)/ Berson, de pênalti, 10`2ºT (2-0)/ Bergson, 38`2ºT (3-0)/ Rony, aos 40`2ºT (4-0)
INCIDENCIASJogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão.

A vitória por 4 a 0 sobre o Sport garantiu ao Atlético-PR um novo recorde dentro de seu estádio: são nove vitórias em sequência, batendo a marca anterior de 2016, quando venceu seis vezes na Arena da Baixada e uma vez no Durival de Britto. O Furacão bateu, dentro de casa, as seguintes equipes: América-MG, Paraná, Fluminense, Bahia, Vasco, Grêmio, Flamengo, Vitória e Sport. Todas elas sob o comando de Tiago Nunes, que assumiu a equipe durante a parada para a Copa do Mundo, substituindo Fernando Diniz. A última derrota do Atlético-PR diante da sua torcida foi com o ex-técnico, contra o São Paulo, em junho, pela 11ª rodada da Série A.

O jogo começou com pressão total do Atlético-PR, característica do time, obrigando o goleiro Magrão a fazer grandes defesas. Lucho González tentou gol olímpico logo aos 5 minutos, mas o guarda-redes do Sport estava lá para evitar o que seria um golaço. Ele também trabalhou muito bem quando Cirino e Lucho, novamente, chutaram em sequência no mesmo lance. O Sport teve muitas dificuldades, alcançando apenas 30% da posse de bola, mas ao final do primeiro tempo o time da casa diminuiu o ritmo, e os times foram para os vestiários com o placar mostrando 0 a 0.

Na volta para o segundo tempo, Milton Mendes optou por colocar Hernane Brocador, mas quem conseguiu abrir o placar foi o Furacão, com o zagueiro Thiago Heleno, que cabeceou após cobrança de falta. O Atlético-PR continuou pressionando e marcou outra vez, aos 10 minutos, desta vez de pênalti, convertido por Bergson. O esforço feito por Magrão para evitar a derrota era enorme, mas o goleiro veterano não aguento quando sentiu dores no braço e teve de ser substituído. Mas havia um problema: o Sport já tinha feito as 3 substituições, e o meia Gabriel, ex-Flamengo, precisou atacar de goleiro. Bergon, mais uma vez, e Rony, aproveitaram da inexperiência do guarda-redes improvisado e marcaram para decretar o placar final: 4 a 0.

O Atlético-PR agora mira o G7, já que está em oitavo, com 39 pontos, apenas três atrás do Santos, e vai à capital paulista na próxima rodada para enfrentar o São Paulo, sábado (20), às 19h.

VAVEL Logo

Atlético PR Notícias

há 5 dias
há 6 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 14 dias
há 14 dias
há 15 dias
há 16 dias