Jair Ventura admite 'sentimento ruim' após empate do Corinthians com o Vitória
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Jair Ventura admite 'sentimento ruim' após empate do Corinthians com o Vitória

O técnico alvinegro também falou sobre um acordo com a equipe corintiana para a retomada do bom rendimento junto ao Campeonato Brasileiro

julixnnag
Julianna Gonçalves

Na entrevista coletiva após a partida deste domingo (21) em Salvador, o técnico Jair Ventura lamentou o empate cedido pelo Corinthians à equipe do Vitória, afirmando ter ficado um "sentimento ruim", e também falou sobre uma espécie de "pacto" para que o grupo saísse da situação desconfortável em que se encontra no Campeonato Brasileiro. 

"Você toma um gol praticamente na marra, ali de ir para o tudo ou nada, não foi de jogada trabalhada. A gente fica muito triste, porque fizemos um acordo de retomada, seria hoje, com uma resposta para a torcida. Conseguimos faltando dois minutos. Mas, ainda fica um sentimento ruim pelo que apresentamos", afirmou.

"Foi um jogo aberto, equilibrado, que conseguimos virar, mas levamos o empate no abafa. Não foi hoje a retomada, a gente queria muito a vitória, e agora temos um jogo em casa para voltar a vencer e terminar de maneira digna e no mais alto possível na tabela", acrescentou o técnico.

O comandante alvinegro também explicou a escolha dos jogadores titulares da partida logo após a derrota na final da Copa do Brasil e justificou a manutenção de Emerson Sheik no comando do ataque corintiano ao invés de colocar Roger como titular, que acabou marcando o segundo gol do Corinthians na partida.

"Começamos pelo último jogo do Emerson, um jogo fantástico, mesmo na derrota. Assim como o Pedrinho, que hoje saiu jogando, e não foi a mesma coisa. Temos de achar. Continuei com eles. Pedrinho fez um dos gols mais bonitos que vi nos últimos tempos, pena que foi anulado. Vamos continuar assim, colocando quem jogou bem", justificou o técnico.

Jair também analisou o empate por 2 a 2 contra o Vitória, que deixou a equipe alvinegra no 12º lugar do campeonato e complicou ainda mais a vida do técnico junto ao time: são 11 jogos e apenas duas vitórias de Jair com o Corinthians.

"O Vitória vem tendo uma retomada, sabíamos da dificuldade. No primeiro tempo não criamos tanto, mas tivemos mais controle e posse do que no segundo tempo. Marcamos alto, tentamos roubar a bola no campo deles. Dentro dos 90 minutos, conseguimos definir o jogo, mas tomamos o gol nos acréscimos. Por conta dos gols, do que a gente sofreu, poderia ter tido uma sorte melhor. Já que o gol não foi em jogada trabalhada, ensaiada, foi no abafa", analisou.

"Eu estou chegando e conhecendo agora, fazendo alternativas. O ideal é ter um time ideal, mas eles que se escalam. Você bota um time, e o jogador não rende, eu não posso ter coisas diferentes se faço as mesmas coisas. Se alguém não estiver rendendo, vamos tentar até achar quem agarre a camisa e não largue", finalizou. 

O próximo compromisso corintiano é contra o Bahia, em São Paulo, no sábado 27 de outubro, às 19h. 

VAVEL Logo