Grêmio vence River Plate na Argentina e traz boa vantagem para Porto Alegre
Michel comemora o gol que deu a vantagem para a equipe gaúcha. Foto: Lucas Uebel/Grêmio.

O Grêmio visitou o River Plate na Argentina e fez história mais uma vez. Pelo primeiro jogo das semi-finais da Libertadores, a equipe de Renato não se intimidou no grandioso Monumental de Nuñez e saiu em vantagem no confronto contra os argentinos.

A escalação montada por Renato Portaluppi não agradou a todos, de início. Michel voltou ao time, depois de uma lesão, e a dúvida sobre sua condição física e técnica era lançada. Mais uma vez, o Renato provou no gramado que suas escolhas estavam certas. O volante foi eleito o craque da partida pela patrocinadora do torneio.

No primeiro tempo, vimos um Grêmio que buscava muitas bolas longas e explorava bastante o jogo aéreo. A orientação da comissão técnica era clara, explorar a baixa estatura e a dificuldade em lances de bola parada do mandante. Apesar de estar jogando em casa, o River Plate teve dificuldades e foi muito bem marcado pela equipe gaúcha. As duas equipes apenas levaram perigo às metas adversárias em chutes de fora de área e lances de bola parada. No mais, foi um primeiro tempo de muita marcação e pouca criatividade de ambas as equipes. O Grêmio mais retraído, no começo com uma marcação alta, depois as poucos foi baixando as linhas e criando espaço para o contra-ataque.

Na segunda etapa, o River, pressionado pelo resultado de igualdade, ensaiou uma pressão. Mas foi o tricolor quem surpreendeu, em um dos pontos fracos da equipe argentina. Na cobrança de escanteio de Alisson no primeiro poste, Michel antecipou os defensores e o goleiro Armani e desviou a bola para o fundo das redes. O jogo após o gol gremista não teve outras grandes oportunidades. A equipe brasileira soube conter os donos da casa, picotando o jogo, e jogando com muita inteligência.

Em uma competição como a Libertadores, o empate sem gols já era um resultado considerado positivo pelo torcedor, mas o 1 a 0 foi magnífico. Enfrentar um River na Argentina, invicto até agora na competição, e sair com a vitória é para encher de esperanças até o mais pessimista dos torcedores.

Para não dizer que está tudo bem no lado tricolor, uma dor de cabeça: Kannemann está suspenso para o jogo da volta, e desfalcará a equipe na Arena. O jogo de volta será na próxima terça-feira, dia 30 de outubro, na Arena do Grêmio às 21:45. O tricolor joga pelo empate para se classificar a sua sexta final de Libertadores. Porém, antes de decidir a semi-final da Competição Continental, o Grêmio enfrenta o Sport Recife em Porto Alegre , no sábado, dia 27, pelo Campeonato Brasileiro. Uma equipe alternativa deve atuar nesta partida, já projetando a decisão da terça-feira.

 

 

VAVEL Logo