Boca Juniors e Palmeiras se reencontram em disputa por vaga na final da Libertadores
Foto: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Boca Juniors e Palmeiras iniciam a disputa da semifinal da Libertadores nesta quarta-feira (24), às 21h45, na Bombonera. As equipes já se enfrentaram pela fase de grupos, e a vantagem é do Verdão, que garantiu a vitória em Buenos Aires e assegurou o empate no Allianz Parque.

Os argentinos sofreram várias alterações no elenco depois do último confronto contra o Palmeiras. Reforços, retornos e cobranças marcam essa nova cara do Boca. Já o Verdão faz mistério e não revela quem vai compor a equipe titular na partida.

Boca Juniors terá 'cara nova' em relação ao time do último confronto diante do Verdão

O Boca Juniors que enfrentará o Palmeiras nesta quarta-feira não será o mesmo em relação ao time do último confronto entre as equipes, onde saiu derrotado na fase de grupos em plena La Bombonera. As mudanças se dão por contratação de reforços e retornos de jogadores que já faziam parte do elenco.

Falando dos reforços, Mauro Zárate, Sebastián Villa, Carlos Izquierdoz, Esteban Andrada e Carlos Lampe foram contratados pelo Boca nos últimos meses e chegaram para somar e pelo menos três devem ser titulares no confronto diante do Verdão.

 Além disso, atletas que vinham sendo desfalque por estarem no departamento médico, estão novamente à disposição do técnico Guilermo Schelotto. Trata-se do volante Fernando Gago e o atacante Dario Di Benedetto, que já estão atuando normalmente.

Com o goleiro Andrada machucado e fora da temporada por causa do choque com o zagueiro Dedé nas quartas de final, o Boca foi ao mercado para contratar Carlos Lampe para a posição. Mas Rossi, que falhou contra o Palmeiras na Bombonera, deve atuar.

Mesmo com muitas mudanças, não se vê muito entusiasmo por parte da torcida do Boca. Isso se dá por conta do desempenho da equipe nos demais campeonatos. No argentino, ocupa a sexta posição e venceu apenas uma vez nas últimas seis rodadas. A maior preocupação é a queda de rendimento de alguns jogadores importantes, como Pérez e Pavón.

Palmeiras faz mistério na escalação e Bruno Henrique descarta favoritismo

Já em solo argentino, o Palmeiras encerrou na tarde desta terça-feira as atividades visando o confronto diante do Boca Juniors. A movimentação aconteceu no estádio Nuevo Gasometro, do San Lorenzo, em Buenos Aires, mas com portões fechados. Somente o início do aquecimento dos jogadores foi liberado para que a imprensa pudesse acompanhar.

Felipão terá à sua disposição todos os atletas que vinham atuando como titulares. Os únicos desfalques são Marcos Rocha, com lesão na panturrilha, Jean, com dores musculares, e Artur, que passa pelo processo de transição de campo.

Mesmo com o comandante fazendo mistério para revelar a equipe titular, a única dúvida fica na defesa alviverde, já que Antônio Carlos e Edu Dracena compunham a dupla de zaga que atuou com mais frequência. Isso faz com que Luan e Gustavo Gómez se tornem opções plausíveis para figurar entre os titulares.

Em entrevista coletiva, o volante Bruno Henrique comentou a respeito da fase atual do Verdão e também sobre o reencontro com a equipe argentina. Ainda na fase de grupos, o Palmeiras ficou no empate por 1 a 1 com o Boca Juniors no Allianz Parque venceu na Bombonera por 2 a 0.  Para o jogador alviverde, não há possibilidade de falar em favoritismo.

Acho que não dá para falar em favoritismo (do Palmeiras). É uma competição de mata-mata muito difícil de se colocar favoritismo em campo. O Boca é uma equipe muito grande, e a gente sabe que não tem esse favoritismo. Com a bola rolando, a gente sabe que vai ter que jogar muito para chegar à final”, disse.

VAVEL Logo