Avaí atropela Goiás no Olímpico e dá passo importante rumo ao retorno à Série A
Foto: Divulgação/Avaí FC

Avaí atropela Goiás no Olímpico e dá passo importante rumo ao retorno à Série A

Vitória do Leão por 3 a 0 em confronto direto pelo acesso leva o time para a vice-liderança, quatro pontos a frente do primeiro time fora do G-4

bruno-da-silva
Bruno daSilva

Em uma atuação convincente, o Avaí passou fácil no confronto direto contra o Goiás e assumiu a vice-liderança da Série B. Nesta sexta-feira (26), Getúlio, Renato e Daniel Amorim garantiram a vitória dos catarinenses por 3 a 0 no Olímpico de Goiânia lotado, em jogo válido pela 33ª rodada da Segundona.

Esta foi a oitava vitória avaiana como visitante na competição. As equipes se enfrentaram pela quarta vez no ano, e o Avaí conseguiu sua vingança. Antes, o Goiás havia eliminado o rival na quarta fase da Copa do Brasil e vencido no primeiro turno da Série B na Ressacada, por 1 a 0.

Com um início fulminante e contando com uma defesa atrapalhada, o Avaí aproveitou para tomar conta do placar. Após pouco mais de um minuto, Daniel Amorim deu belo passe na meia-lua e conectou Getúlio, que primeiro parou em grande defesa de Marcos, mas no rebote mandou para as redes e abriu o placar no Olímpico: 1 a 0. Aos cinco, depois de dar um belo lençol, Caíque Sá se atrapalhou na saída de bola, foi desarmado e Getúlio deu passe para Renato, que tocou por cima de Marcos e fez rapidamente o segundo para o Leão.

A vantagem conquistada deixou o Avaí confortável para exercer sua estratégia. Teve apenas 30% de posse de bola na primeira etapa, e finalizou menos - 10 a seis -, mas sempre esteve no controle e mais perto de marcar do que de sofrer um gol. Pressionado e empurrado pela torcida ao mesmo tempo, o Goiás conseguiu em alguns momentos chegar, mesmo sem muita organização. Aos 11, Caíque Sá recebeu de Giovanni na entrada da área, arriscou chute venenoso e exigiu primeira intervenção de Kozlinski.

Aos 21, Giovanni teve muito espaço na intermediária e arriscou chute forte de longe, mas o goleiro voou e espalmou. Três minutos depois, em ótima jogada do ataque do Avaí, Guga cruzou rasteiro e Daniel Amorim tocou na pequena área, porém David Duarte se esticou e conseguiu travar a finalização.

Com calma e maturidade, o Avaí conseguiu entrar nos nervos do Goiás e se manteve seguro na primeira etapa. No lado dos mandantes, Michel foi a peça mais importante, buscando ataques na individualidade e na movimentação. Aos 38, o atacante fez jogada individual pela direita, limpou para dentro e arriscou chute forte de canhota, por cima do gol. Três minutos depois, Igor recebeu boa bola na esquerda, cruzou rasteiro e Daniel Amorim acabou furando na pequena área. Na sequência, a bola voltou para o centro-avante, que mandou para as redes após uma falha incrível de Edcarlos, porém o gol foi impugnado por impedimento, e o Leão foi ao intervalo com a vantagem de 2 a 0.

Para a segunda etapa, o técnico Ney Franco colocou Júnior Viçosa e Tiago Luís nas vagas de Cajá e Robinho, mas eles pouco puderam fazer antes do Avaí dar um golpe decisivo. Logo aos três, Renato recebeu grande passe de Matheus Barbosa, rolou para o meio e Daniel Amorim apareceu livre na pequena área para ampliar no Olímpico: 3 a 0.

O terceiro gol avaiano praticamente sepultou a partida. O Goiás até tentou e conseguiu muitas finalizações - 24 a 14 no total -, mas poucas chances claras de gol - cada time teve seis chutes certos. Aos cinco, Caíque Sá cruzou da direita, Lucão apareceu livre no meio da área e cabeceou colocado, carimbando a trave esquerda do Avaí.

Aos 20, Tiago Luís recebeu na intermediária, arriscou chute rasante e Kozlinski foi no canto para conferir e mandar para escanteio. Quatro minutos depois, Lucão recebeu bom cruzamento, raspou no meio da área e o goleiro apareceu para intervir novamente.

O técnico Geninho administrou o cansaço dos seus jogadores mudando os jogadores mais cansados. Sem muita organização, com a torcida pressionando e com o Avaí muito bem postado, o Goiás não conseguiu voltar para o jogo. Já aos 48, Moritz passou por três marcadores, trouxe da direita para dentro e chutou forte de canhota, carimbando o travessão de Marcos no último lance da partida.

Com 55 pontos, o Avaí sobe para a vice-liderança, quatro pontos a frente do Vila Nova, primeiro time fora do G-4. O Goiás cai da segunda para a quarta posição, com 53.

O Goiás volta a campo na quinta-feira (1º/11), quando abre a rodada em Santa Catarina diante do Criciúma, às 19h15. No sábado (3), o Avaí recebe o Londrina, às 16h30.

VAVEL Logo