Após derrota em casa para o São Paulo, Carpegiani assume: "Sou o responsável"
Divulgação de foto: EC Vitória

O Vitória mais uma vez tropeçou em casa em um jogo em que necessitava urgentemente dos três pontos. Se no domingo passado contra o Corinthians o rubro-negro ainda conseguiu um tardio empate, hoje contra o São Paulo nem ao menos isso. Dentro do Barradão, o time perdeu para o tricolor paulista com gol único do zagueiro Bruno Alves.

Deixar de vencer ou pontuar fez com que o Vitória permaneça com os mesmos 33 pontos que iniciou a rodada. Ou seja, ainda na zona do rebaixamento, independente do que acontecer nos outros jogos. De forma precisa, o rubro-negro de Salvador está na 17ª posição do Campeonato Brasileiro.

Abatido mas com postura de líder, o técnico Carpegiani foi para coletiva pós-jogo determinado a tirar o peso do resultado e das críticas ao elenco e se posicionou como  responsável pelo momento ruim e posição delicada do "nego" na tabela. Ele também elogiou o São Paulo, apesar de ter lamentado um segundo tempo de domínio rubro-negro porém sem o gol do empate.

"Estamos aqui para mostrar a cara. Sou o responsável por tudo que o time faz em campo, tudo passa pela projeção e pelo grande peso que estamos carregando em cima dos ombros. Enfrentamos uma equipe firme, consistente na defesa e tivemos dificuldades. No segundo tempo mostramos domínio, criamos chances claras, mas os jogadores sentem. Perdemos e não há muito o que lamentar".

Em um discurso firme, o técnico de 69 anos porém disse não ter jogado a toalha e já projeta os próximos duelos. Sobretudo os próximos três, frente a times que estão próximas ou até mesmo dentro do z-4: Paraná, Bahia e Sport.

"Vamos entrar em uma fase do campeonato onde teremos a obrigação de vencer. Sem ter que fazer escolhas, com dificuldades, mas temos que assumir isso. São jogos importantes, tem o clássico contra o Bahia, depois o Sport, e em seguida o Atlético Paranaense que é uma bela equipe. Mesmo nos jogos fora teremos a obrigação de fazer o resultado".

VAVEL Logo