Após vitória contra o Bahia, Jair Ventura alerta: ''Não podemos olhar para baixo"
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Após vitória contra o Bahia, Jair Ventura alerta: ''Não podemos olhar para baixo"

Com a vitoria por 2 a 1, o time paulista se afastou da zona da degola e respira um pouco mais aliviado para a próxima rodada

hiquesilvestre
Henrique Vigliotti

Depois da vitoria por 2 a 1 sobre o Bahia, em Itaquera, o comandante Jair Ventura falou, em entrevista coletiva, diversas coisas sobre o desempenho da equipe e também sobre a estrela do veterano Danilo, que entrou no intervalo e fez os dois gols alvinegros na partida.

Ao mencionar a situação que o time se encontra, Jair disse que por estar no Corinthians ele não pode mirar para baixo, e que daqui para frente o time irá buscar, jogo a jogo, terminar na parte de cima da tabela.

"Olhamos sempre para cima. Se você me perguntar de meta, a gente quer fazer o nosso melhor jogo a jogo, e chegar lá contra o Grêmio, dia 2 de dezembro, na última rodada. Veremos se foi suficiente para chegar longe ou não. E por que eu não olho para baixo? Porque estou no Corinthians, e o Corinthians não pode olhar para baixo nunca", frisou o técnico.

Ainda sobre a partida de hoje, o Jair comentou sobre Danilo, que teve um desempenho sensacional fazendo os gols da equipe alvinegra e uma boa participação dentro de campo. Ventura destacou o profissionalismo do meia, de 39 anos.

"Fico feliz por ele, com toda a história e tudo o que já ganhou. É um cara que teve poucas oportunidades comigo, mas foi sempre profissional, sempre a mesma pessoa. Isso serve de exemplo para os mais jovens. Você olha para o lado, e vê o Danilo esperando a oportunidade", comentou.

O técnico ainda comentou sobre o desfalque do meia Jadson, mencionando a falta que o camisa 10 faz, e a expectativa de tê-lo de volta para jogar a próxima rodada, contra o Botafogo.

"Seria uma injustiça a gente comparar qualquer jogador ao Jadson. Ele é decisivo, com o maior número de gols e de assistências. Mas, mostra a força do grupo sem esse 10 clássico, e ele é esse cara. Nós colocamos o Pedrinho numa função que ele vinha fazendo na base. Claro que são características diferentes, ele não é do último passe. Mas isso mostra que mesmo sem um excelente jogador como o Jadson, o grupo conseguiu vencer. Torcemos para ele recuperar e voltar contra o Botafogo", finalizou Jair.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo