Digão agradece recepção da torcida no aeroporto e quer Fluminense focado contra o Vasco
Foto: Mailson Santana/Fluminense

Digão agradece recepção da torcida no aeroporto e quer Fluminense focado contra o Vasco

Zagueiro também relembrou 2009, ano em que o Tricolor foi vice-campeão da Sul-Americana

jessicaalbuquerque
Jéssica Albuquerque

O zagueiro Digão concedeu entrevista nesta sexta-feira (02), no CT Pedro Antônio. Ele afirmou que o treinador, Marcelo Oliveira, ainda não decidiu qual equipe enfrentará o Vasco, no próximo sábado (03).

Todos queremos jogar, mas temos que analisar com a fisiologia, com a comissão técnica. O professor que vai decidir entre quem estiver apto” disse o zagueiro.

Digão comemorou o retorno do lateral esquerdo Léo. Ele chegou a viajar com a equipe para a partida de volta da Sul-Americana, no Uruguai, mas ficou no banco de reservas por não estar totalmente recuperado.

Feliz pela volta do Léo. Mas todo mundo é importante. O Julião foi muito bem quando teve a chance. É muito bom ver os lesionados retornando e nos ajudando nessa reta final”.

A partida contra o Vasco será no Maracanã e o zagueiro destacou a importância do clássico. E afirmou que será um jogo bastante complicado, pois as duas equipes precisam da vitória.

Clássico é muito importante. Precisamos da vitória, assim como o Vasco. Vai ser um jogo de muita dificuldade, muito disputado. Independente de quem jogue, vai entrar com sangue nos olhos para conquistar os três pontos”.

Apesar de o primeiro jogo da semifinal da Sul-Americana já ser na próxima quarta-feira (07), Digão preferiu focar apenas na partida contra o Vasco. E que o importante é pensar jogo a jogo.

Agora é hora de mudar a chave para o Brasileiro. Nossa posição não é confortável, precisamos fazer a pontuação para respirar. Nosso próximo adversário é o Vasco e vamos focar neles”.

O zagueiro estava no elenco que foi vice-campeão da Sul-Americana, em 2009. Na ocasião, o Tricolor perdeu o título para a LDU. Digão espera que desta vez o final seja diferente, com a conquista do título.

O que vivi em 2009 foi muito legal, mas quero que esse ano o final seja diferente. É um título muito sonhado, procuro passar minha experiência para os companheiros. Podemos marcar nosso nome na história do clube”.

Antes de acertar seu retorno ao Fluminense, Digão recebeu proposta do Vasco. Mas o zagueiro fez questão de dizer que isso ficou no passado e que o Tricolor é a sua casa.

Surgiu esse assunto, mas ficou no passado. Tenho muito respeito pelo Vasco, pela instituição. Mas o Fluminense é a minha casa, tenho muita identificação”.

O Fluminense retornou do Uruguai na última quinta-feira (01) e foi recebido no aeroporto pela torcida, em comemoração a classificação para a próxima fase da Sul-Americana. Digão agradeceu aos torcedores pela recepção.

Quero agradecer aos torcedores que foram ao aeroporto. É muito legal esse contato com eles, essa energia positiva. Eles são fundamentais para a gente nessa reta final do ano”.

Digão aproveitou para exaltar Gum, seu companheiro de zaga e capitão da equipe.  Ele afirmou que o camisa 3 foi um guerreiro no jogo passado e que ajudou muito na classificação.

A participação do Gum representou muito, principalmente para os mais jovens. Um cara com títulos, quase 10 anos de clube, foi para o campo mesmo com dores. Motivou o grupo. Além de um excelente profissional, é uma grande pessoa. Serve de exemplo para todo mundo”.

O zagueiro finalizou enaltecendo a classificação da equipe. E que a confiança aumentou com a vitória sobre o Nacional (URU), fora de casa.

A confiança aumenta. Era um jogo muito difícil. Mas, particularmente, não fiquei surpreso com a vitória. A gente sabe que não dá para duvidar do Fluminense. Para nós, um grupo focado e unido. Não foi surpresa, a gente acreditava” encerrou.

A partida contra o Vasco será neste sábado (03), no Maracanã, às 17h. O confronto é valido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é o décimo colocado na tabela, com 40 pontos.

VAVEL Logo