Nilton pede Bahia concentrado e diz ver clássicos como um 'campeonato à parte'
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Nilton pede Bahia concentrado e diz ver clássicos como um 'campeonato à parte'

Tricolor baiano venceu todas as partidas até agora contra o rival em 2018

miguel-angelo
Miguel Inácio

Em termos de Ba-Vi, o ano tem sido favorável aos Tricolores. Dos quatro clássicos disputados até então, o Bahia triunfou em todos. Ainda por cima, a situação da tabela favorece o Tricolor. Na 11ª colocação, com 40 pontos, já corre menos risco de rebaixamento, enquanto o Vitória amarga a 17ª posição com 34 pontos, dois a menos que o 16º, Sport. Porém, o volante Nilton defendeu que o Bahia tem que dar seu máximo para sair com um novo triunfo.

"Números sempre são bons. A gente tem que trabalhar, existem metas. Olha a Chapecoense... Nunca tínhamos ganhando deles, mas conseguimos quebrar isso. Clássico é relativo. Detalhe que faz a diferença. Estamos numa sequência boa de jogos, de vitórias, e nosso rival vem de empate. Não aumenta nem diminui a pressão. Clássicos são jogos diferentes. É um campeonato à parte. Jogando lá, sabemos a força, respeitamos o adversário. A gente tem que chegar preparado, sabendo da dificuldade. Os números, naquele momento, vão desaparecer, porque cada um defende seu espaço. Tivemos jogos difíceis. Esse não vai ser fácil. Eles vão querer mostrar. Existem profissionais do outro lado, que querem defender seu ganha pão. Vamos dar o máximo para sair com o triunfo de lá", declarou.

Se o Bahia chegou a desperdiçar alguns pontos pela falta de pontaria, Nilton pediu justamente precisão para buscar o resultado diante dos rivais.

"Tem que ser cirúrgico. As oportunidades que aparecerem, têm que ser concluídas em gol. Tivemos jogos em que tivemos oportunidade, mas não definimos, e as equipes sempre fazendo gols, e nós sempre correndo atrás. Tivemos muitos jogos dessa forma, inúmeras oportunidades que não concluímos e acabamos tomando. Mentalmente também, por se tratar de clássico, você tem uma concentração diferente, é um jogo que você pode distanciar ou eles aproximarem, então temos que estar conscientes nos movimentos em campo para não nos arrependermos depois", analisou.

Nilton reconheceu também que o Vitória chega pressionado para o confronto, mas que a situação do Bahia não está resolvida e que um bom resultado pode ser uma chance de se distanciar ainda mais do Z-4.

"A gente vê que existe uma pressão do lado de lá, mas do nosso lado também existe, e a gente não pode só transferir. A gente tem que assumir nosso compromisso. Essa oportunidade de distanciar é muito boa, até para dar uma tranquilidade, colocar em prática, deixar em campo o que foi pedido, colocar no jogo. Sempre frisando o respeito ao rival, mas temos totais condições de chegar lá e triunfar para dar continuidade aos nossos objetivos", finalizou.

Bahia e Vitória se enfrentam no domingo, às 17h (horário de Brasília), no Barradão. A partida é válida pela 33ª rodada do Brasileirão.

VAVEL Logo

Esporte Clube Bahia Notícias

há 10 dias
há 16 dias
há 17 dias
há 20 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses