Andrés despista sobre permanência de Jair Ventura: "Nem eu estou garantido"
(Foto: Divulgação / Twitter Corinthians)

Andrés despista sobre permanência de Jair Ventura: "Nem eu estou garantido"

Em entrevista coletiva, o presidente disse diversas coisas sobre a situação financeira do clube e planos para o próximo ano

hiquesilvestre
Henrique Vigliotti

Em entrevista coletiva dada no CT nesta quinta-feira (8),o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, dissertou sobre as condições em que o clube se encontra dentro e fora dos campos, principalmente a péssima situação financeira que o clube passa.

Sobre a situação dentro das quatro linhas, o mandatário falou que reconhece que o time não esta bem, que não vem desempenhando um bom futebol, e ainda nesta declaração não garantiu a permanência de Jair Ventura para a temporada de 2019.

"Garantido nem eu estou, tem um monte de técnico sofrendo impeachment. Mas não é justo falar do Jair agora. Sabemos que tivemos problemas. Fora os erros de arbitragem, tivemos nossos erros também. O Corinthians é o time que menos teve pênalti, só perde para o Paraná. Não vamos colocar isso como desculpa. Nosso time não está bem, tem seis jogos para recuperar. Não vamos ser campeões, mas vamos trabalhar para sair dessa situação", disse Andrés.

Ainda nas quatro linhas, o presidente destacou que o São Paulo é favorito para o clássico deste sábado pela trigésima terceira rodada do Brasileirão em Itaquera. Além disso, ele ainda elogiou uma qualidade no time do Corinthians que não vem se refletindo em campo.

"O São Paulo é favorito, estamos jogando mal nos últimos jogos. Mas time por time, estamos devendo para dois ou três no Brasil. Sem citar nomes. Estamos jogando fortemente. Temos média de 23 anos, tem que ter maturidade. Está em momento ruim? Está. Mas, ano que vem, todos verão", afirmou.

Sobre reforços para a próxima temporada, ele garantiu que o perfil procurado pelo clube são jogadores mais experientes e mais prontos para chegar e já vestir a camisa, mas, apesar dessa garantia de reforços, o Andrés garantiu que não fará loucuras financeiras.

"Tem que vir jogadores mais prontos, mais certos. Estamos trabalhando nisso. Ano que vem o Corinthians vem forte. Nosso time não é tão medíocre como dizem. Volto a repetir para o torcedor, não vou pagar R$ 800 mil, R$ 900 mil, como tem clube pagando. Não vou fazer essa loucura novamente. Não posso trazer um jogador que não sei se vai dar certo por R$ 900 mil. Vamos trazer reforços, sim, mas com os pés no chão", frisou o presidente.

Sobre os 22 jogadores emprestados do clube, Andrés disse que o Corinthians irá utilizar três desses jogadores e que os outros serão emprestados novamente, ou negociados em definitivo.

"Temos 22 emprestados. Já tem os nomes que vão voltar. Os que a gente não conseguir emprestar vão ficar aqui. O que queremos são dois ou três desses emprestados", explicou.

Sobre o ano de 2018, Andrés destacou as perdas e os desmanches que o time teve perdendo jogadores e comissão técnica, ainda destacando os títulos que a equipe conquistou apesar das dificuldades.

"Em 2016 nós perdemos comissão técnica e vários jogadores. Em 2017 tivemos tempo, e fomos campeões. No final do ano, perdemos jogadores, e em 2018 fomos campeões paulistas. Novamente perdemos jogadores, auxiliares, tudo. Trouxemos jogadores jovens, tivemos que antecipar etapas. Alguns que estão aqui não deviam nem ter estreado ainda. Apesar das dificuldades, fomos vice da Copa do Brasil. Acharam que iríamos ser massacrados pelo Flamengo e perdemos para o Cruzeiro por erros individuais. Quando o Corinthians enfrenta dificuldade, volta forte no ano que seguinte, mas não vou pagar R$ 900 mil para jogador. No futebol brasileiro não cabe isso. Vou ganhar o título aí vão falar que atrasou pagamento, isso e aquilo. É difícil, futebol tem que ter tempo, não é do dia para a noite. Tem que montar time para vir forte", esclareceu.

Sobre os problemas que aconteceram com o empresário de Pedrinho, Andrés voltou com a dizer o discurso de que só fica no time quem quer ficar, deixando o clube em situação ruim financeiramente.

"Traz a proposta, não chegou nada oficial, houve consulta e tudo. Há seis meses teve uma consulta mais forte. O Pedrinho não aceitou. Da China eu não recebi nada. Mas já falei: Corinthians só fica com jogador que querem ficar aqui", finalizou.

VAVEL Logo

Sport Club Corinthians Paulista Notícias

há um dia
há 4 dias
há 4 dias
há 3 dias
há 4 dias
há 7 dias
há 10 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 12 dias