Zé Ricardo avalia preparação para o clássico e confirma retorno de Jefferson contra o Flamengo
Foto: Divulgação / Botafogo 

Zé Ricardo avalia preparação para o clássico e confirma retorno de Jefferson contra o Flamengo

Treinador alvinegro pede a paz no confronto regional, avalia importância de uma vitória e fala sobre a "vantagem" de conhecer o rival deste sábado 

caiocarvalho97
Caio Carvalho

Na manhã desta sexta-feira (09), o Botafogo encerrou sua preparação para o clássico da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste sábado (10), contra o Flamengo, às 19 (de Brasília), no Nilton Santos. Após o treinamento, Zé Ricardo concedeu entrevista coletiva e deu uma notícia animadora para os torcedores alvinegros. 

Fora há mais de três meses, Jefferson retornará a equipe justamente diante do rubro-negro. Vale lembrar que foi no dia 21 de julho deste ano, contra o Flamengo, que o arqueiro se chocou com o meia Lucas Paquetá e saiu lesionado. Depois de uma longa e lenta recuperação, onde ficou seis dias internado e precisou utilizar um colete cervical, o ídolo do glorioso voltou a ser relacionado e estará de volta, mas na reserva. 

A notícia, veiculada primeiramente pelo jornalista Renan Moura, da Rádio Globo, foi confirmada pelo próprio treinador durante a conversa com a imprensa. Perguntado sobre quem seria o dono da posição no jogo deste sábado, Zé brincou com a situação. 

"Jefferson está relacionado. Retorno importante como líder e cara experiente que é. Certeza que vai agregar bastante. Estamos nos momentos finais para definir a escalação do Jean e do Kieza. Fiquei sei lá quantas rodadas sem precisar responder essa pergunta (risos), mas joga o Gatito". 

O técnico também comentou sobre a questão das provocações que acontecem antes da partida e pediu paz para os torcedores de ambas as equipes que irão ao estádio e aos que estarão assistindo pelo Rio de Janeiro. 

"Questão da violência, a gente faz apelo para os que estarão aqui e e estarão espalhados em bares entendam que o futebol, apesar de toda a importância que se dá para o esporte. Parodiando Arrigo Sacchi (ex-técnico italiano), das coisas mais importantes, a menos importante é o futebol. Um colega nosso falou isso recentemente, acho que o Levir. Tomara que o pessoal curta o jogo. Esperamos que seja um grande jogo. Quando acabar o jogo, que todo mundo possa ir para casa com tranquilidade". 

"Geralmente não entro nessa seara, acho que vocês convivem muito mais com rede social do que eu. As redes às vezes potencializam muito mais para o mal do que para o bem. Vivi muito tempo perto do Maracanã, convivi com Renato, Dinamite, Túlio Maravilha. Jogadores que promoviam o clássico com uma declaração muito legal, e a torcida entrava de uma forma muito legal. Os tempos mudaram, hoje as pessoas encaram tudo pela violência. Se eu fosse jogador hoje, eu não faria, porque isso pode gerar alguma coisa de ruim, já que a violência é algo muito latente na nossa sociedade. Um jogador pode ser mal-entendido pelo companheiro, a coisa ir para o campo e externar para a torcida. Provocação faz parte, mas hoje a interpretação é diferente. Vinicius fez provocação, sei que não fez de maldade. Conheço um pouquinho ele. Assim como conheço o Luiz Fernando, e eu sei que ele não fez de maldade. Um tempo atrás não teria problema, mas hoje a interpretação é diferente". 

Ao fazer uma análise do Flamengo, Zé Ricardo enalteceu a ótima qualidade do elenco rubro-negro, mas frisou que em clássicos tudo se equipara e que o Botafogo terá a torcida ao seu lado para superar o rival. 

"Clube que vem passando por transformações, equipe que vem maturando, um elenco com muita qualidade e um técnico muito experiente. A preocupação é com todos. Se você se preocupa com Paquetá, sobra o Vitinho. Se você se preocupa com o Paquetá, sobra o Uribe. Não podemos deixar o Flamengo jogar o tempo todo, equipe muito ofensiva. Tem muita qualidade e talento. Se deixar o Fla confortável, vão criar oportunidades e nos deixar em perigo". 

"Falar de favoritismo em clássico é complicado. Voltando ao contexto do Brasileiro, poderia falar que Flamengo é favorito, mas acredito que temos totais condições de tirar essa diferença com estratégia e com o apoio da nossa torcida, que vai lotar o estádio. O Botafogo terá muita concentração nessa partida". 

Ex-comandante do clube da Gávea, Zé falou sobre o fato de conhecer alguns atletas e afirmou que os times não terão muitas novidades para o duelo. 

"Facilita a gente conhecer algumas coisas do adversário. Nesse caso específico, por ter trabalho com outros profissionais, pode ajudar. Mas chegaram outros grandes jogadores no Flamengo, outros jogadores cresceram muito após minha saída do clube. O time se fortaleceu ainda mais, não acredito que eu tenha mais informações do que essas para passar aos atletas. Tomara que a gente consiga amarrar o Flamengo, desamarrar o nosso time e produza para buscar o resultado".

"Botafogo e Flamengo não deve ter muita surpresa, porque conhecemos muito o adversário, e o Flamengo nos conhece muito. Acredito em um jogo agradável, porque o futebol também tem de entreter o público. E um jogo que seja definido em pequenas situações".  

Questionado sobre a importância de conseguir um bom resultado, o treinador destacou a entrega e o foco no trabalho para sair de campo com os três pontos e chegar ao número estipulado pela comissão para fugir do rebaixamento. Para ele, o desafio é dificílimo, mas não impossível. 

"Fundamental somar pontos amanhã. Flamengo não joga de outra forma, joga para cima e tentando vencer dentro ou fora de casa. Equipe com muitos recursos. Dorival está invicto desde que chegou. Missão dura, mas quando começar o jogo, são 11 contra 11. Temos a confiança e a necessidade de vencer. Importante chegar logo numa pontuação que nos deixe sem possibilidade de embolo ali atrás. Nosso momento exige muita entrega, foi assim contra o Corinthians". 

"No contexto do nosso campeonato, seria uma vitória que poucas equipes que lutam com a gente naquele setor obtiveram. Além de levar a gente para uma situação mais próxima do nosso primeiro objetivo para os próximos jogos. Nossa situação é difícil, mas nosso compromisso, desde que cheguei, é deixar o Botafogo bem montado e classificar o time para uma competição como a Sul-Americana. Quando você faz um planejamento, algumas coisas não dão certo. Temos que tentar uma pontuação parecida com 44 ou 45 pontos. Estamos 100% focados no nosso trabalho e trabalhando jogo a jogo". 

Por fim, Zé comemorou a volta de Luiz Fernando, um dos destaques do time esse ano. Algoz do Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca, o atacante pode ser uma arma perigosa para o glorioso. Completando, o técnico avaliou a semana de preparação e disse contar com o apoio dos botafoguenses. 

"Luiz vem em crescimento, acho que tem muito a evoluir na parte física e técnica. Vem mostrando certa versatilidade por jogar na faixa central do campo ou pelo lado. Além de ter muita personalidade, apesar de todo o jeito introvertido fora dele. É importante você ter um jogador que arrisca. Aumenta a responsabilidade e a pressão em cima dele. Mas funcionou muito bem sem ele no último jogo com o Léo, e isso aumenta muito a competitividade". 

"Terminamos a preparação hoje, acredito que construímos uma boa semana. Estamos numa situação em que precisamos vencer a partida. Temos que entrar em campo buscando os três pontos, que nos deixaria bem mais próximos do nosso primeiro objetivo. A torcida precisa nos apoiar bastante. Com essa vibração da torcida, tenho certeza que o time vai responder em campo". 

 

 

VAVEL Logo

Botafogo de Futebol e Regatas Notícias

há 21 horas
há 2 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 6 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 11 dias