Micale vê falta de interesse do Figueira em derrota de virada em casa: "Não dá para admitir"
Foto: Divulgação/Figueirense FC

Micale vê falta de interesse do Figueira em derrota de virada em casa: "Não dá para admitir"

Alvinegro abriu 2 a 0 contra o Paysandu, mas permitiu a virada e continua ameaçado pelo rebaixamento

gustavomilioli
Gustavo Milioli

No último compromisso dentro de casa na temporada, o Figueirense foi derrotado por 3 a 2 para o Paysandu. Após estar vencendo por 2 a 0 no primeiro tempo, com dois gols de Élton, permitiu a virada nos minutos finais e segue com chances matemáticas de rebaixamento.

No entendimento do técnico Rogério Micale, a derrota é motivo para autocrítica. Ao longo da competição, foram várias as derrapadas do Alvinegro dentro de casa, o que causa incômodo no treinador.

"Iniciamos com 2 a 0, em casa, uma competição dessas, não dá para admitir você tomar uma virada como tomamos. Tudo para ser repensado, temos que perder esse espírito que foi criado esse ano, de perder tantos jogos em casa, foi uma marca negativa. Uma marca acentuada que faz a diferença no fim. Isso tem que ser desconstruído e pessoas que sabem da importância aqui, porque a diferença é em casa, fora é um extra", disse em entrevista coletiva ao final do duelo.

 Contratado para substituir Milton Cruz em setembro, quando ainda se falava em acesso no Orlando Scarpelli, Micale conquistou apenas uma vitória à frente do Figueira. Foram oito pontos em 11 partidas, aproveitamento que deixa o clube com risco de ser rebaixado faltando uma rodada para o término da competição.

No extracampo, a má fase preocupa ainda mais. Com atraso de salários para funcionários e jogadores, que variam de dois a três meses, o Figueirense vê como incerto o seu futuro.

"Eu já falei sobre isso em entrevista passada, não vai resolver voltar nesse assunto (salários). Vou olhar para a frente, precisamos desse ponto, de um jogo bem. Estou incomodado, tenho o carinho pelo clube e quero o mínimo deixar o Figueirense na Série B. Faço a menção ao Milton, ele pontuou muito. Meu aproveitamento não é bom, sou honesto, quero deixar o clube ao mínimo onde está para ter a capacidade de reestruturar", completou o técnico.

Para encerrar a Série B, o Alvinegro visita o CRB no sábado da próxima semana (24), às 17h. Precisando de um ponto para garantir a permanência independente de outros resultados, terá pelo caminho um adversário desesperado. Com a vitória do Paysandu, quem abre o Z-4 no momento é o clube alagoano, que ainda joga pela 37ª rodada.

VAVEL Logo

Figueirense FC Notícias

há 20 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses