Sidnei Lobo analisa vitória do Cruzeiro contra Corinthians: “Foi maiúscula”
Foto: Vinnícius Silva/Cruzeiro Esporte Clube

Sidnei Lobo analisa vitória do Cruzeiro contra Corinthians: “Foi maiúscula”

Auxiliar técnico do time mineiro vai substituir Mano até que o treinador volte do tratamento de pele que faz em São Paulo; nesta quarta-feira (14), Raposa venceu por 1 a 0 no Mineirão

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Depois de uma vitória convincente na reedição da finalíssima da Copa do Brasil desse ano, o Cruzeiro fez seu dever de casa e bateu o Corinthians por 1 a 0, em jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. A atuação agradou o auxiliar técnico Sidnei Lobo, que hoje esteve à beira do campo dirigindo o time celeste na ausência de Mano Menezes. Foi o 12º jogo de Sidney Lobo como “treinador principal”, contabilizando sete vitórias, dois empates e apenas três derrotas. 

Após o 1 a 0 com um time mesclado do Cruzeiro contra um Corinthians que vive situação complicada na tabela e lutando contra o rebaixamento, Sidnei avaliou o resultado​. "A vitória foi maiúscula, porque enfrentamos um adversário muito complicado que está vivendo uma situação difícil na competição".

Sidnei Lobo foi perguntado admitiu que a expulsão de Douglas, do Corinthians, no final da primeira etapa, foi um fator importante na partida. "A questão de você estar com um homem a mais é uma grande vantagem, mas o time já estava muito desgastado pelo que tinha feito na primeira parte e tínhamos alguns jogadores que não faziam 90 minutos há muito tempo".

O atacante David aproveitou a chance como titular do Cruzeiro e marcou seu primeiro gol com a camisa azul, o mesmo que sacramentou a vitória na noite desta quarta-feira (14). "Ele demorou para retomar a performance, tivemos que fazer um trabalho em cima dele, um trabalho forte, de força. Ele é um jogador de explosão, que gosta de ir pra cima.Gostaria de deixá-lo até o final, mas ele demonstrou cansaço", disse Sidnei Lobo.

Sidnei também complementou que aproximou David de Fred para gerar mais preocupação para os zagueiros adversários e porque também entende que David é um jogador de finalização, precisando estar mais próximo da área.

O auxiliar também explicou mudança precoce no meio-campo do Cruzeiro, quando precisou sacar Mancuello e botar Patrick Brey em sua vaga. "Patrick Brey é um menino muito determinado. Ele tem feito os trabalhos sempre especiais lá no departamento. Eu precisei dele pra fazer a função do Mancuello, não tinha outro jogador pra fazer".

Sidnei também comentou as semelhanças e diferenças com o técnico principal, Mano Menezes​. "A atitude que eu tive à beira do campo é uma característica minha. Não tento imitar ninguém. Eu tenho um comportamento, o Mano tem outro comportamento. O que eu procuro fazer é ser leal com ele. No dia a dia eu faço do meu jeito, ele faz do dele. [...] É claro que eu vou falar com o Mano (sobre os próximos jogos). Nós vamos conversar, ele vai dar as orientações de que é o melhor para o Cruzeiro. Só que ele lá e eu aqui".

VAVEL Logo