Avaí vence CSA em Maceió, assume vice-liderança e fica perto do acesso
Foto: Morgana Oliveira/RCortez/CSA

Avaí vence CSA em Maceió, assume vice-liderança e fica perto do acesso

Leão venceu por 1 a 0, com gol de Getúlio, e precisa de um empate para voltar à Série A; alagoanos também só dependem de suas forças para subir

bruno-da-silva
Bruno da Silva
CSALucas Frigeri; Celsinho, Elivélton, Xandão, Rafinha; Yuri, Dawhan, Daniel Costa (Rubens, min. 16/2ºt); Hugo Cabral, Neto Berola (Judivan, min. 11/2ºt), Walter (Pio, min. 23/2ºt). Técnico: Marcelo Cabo
AvaíKozlinski; Guga, Betão, Marquinhos Silva, Igor (Capa, min. 17/1ºt); Judson, Matheus Barbosa; Renato, Pedro Castro, Getúlio (Jones Caroca, min. 40/2ºt); Daniel Amorim (Iury, min. 43/1ºt). Técnico: Geninho
Placar0-1, min. 39/1º, Getúlio
INCIDENCIASPartida válida pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, AL

Em jogo tenso no Rei Pelé, o Avaí confirmou a melhor campanha fora de casa na Série B vencendo um confronto direto contra o CSA. Getúlio, aos 39 do primeiro tempo, marcou o único gol da vitória avaiana, a nona em 18 jogos como visitante na competição. Capa, do lado dos catarinenses, e Xandão, dos alagoanos, foram expulsos.

A primeira etapa foi de muito equilíbrio em Maceió. Com mais posse de bola, o CSA explorou principalmente as debilidades do lado esquerdo da defesa do Avaí, enquanto o time catarinense usou a velocidade para buscar os contra-ataques. O Leão teve 44% de posse de bola, mas finalizou o dobro que o time da casa: oito a quatro, dois a um em finalizações certas.

Aos sete, Getúlio fez boa jogada pela esquerda, deixou Celsinho para trás e arriscou chute cruzado, perigoso à esquerda do gol. A chance do CSA foi criada justamente pelo lado direito do ataque. Aos 20, após cruzamento de Celsinho, Kozlinski deu um tapa e a bola ficou com Hugo, que limpou a marcação e finalizou forte, mas parou em ótima defesa do goleiro avaiano.

Aos 29, em cobrança de falta ensaiada, Capa rolou e Renato bateu com categoria, mandando perto do ângulo esquerdo de Frigeri. Na próxima chance que teve de bola parada, porém, o Avaí decidiu o placar da primeira etapa. Aos 39, em cobrança de escanteio de Guga, Getúlio se livrou da marcação e tocou de cabeça no canto de Frigeri para abrir o placar em Maceió: 1 a 0. No lance seguinte ao gol avaiano, o lateral Capa, que entrou aos 17 minutos substituindo Igor, tomou o segundo amarelo e deixou o Leão com um a menos.

O técnico Geninho queimou sua segunda alteração ainda na primeira etapa, trocando o atacante Daniel Amorim pelo lateral Iury. A reta final foi de pressão do CSA, que teve o domínio nos minutos finais por conta da vantagem numérica. Aos 42, Rafinha cruzou na segunda trave e a bola chegou em Celsinho, que finalizou na pequena área e mandou com muito perigo, sobre o gol, a última chance da primeira etapa.

Na segunda etapa, o CSA aumentou sua posse de bola, mas sem tantas chances. O Avaí ajeitou sua marcação mesmo com um a menos e, apesar de criar poucas oportunidades, segurou sem muitos problemas o ataque alagoano. O técnico Marcelo Cabo usou seu banco para colocar o time mais a frente, promovendo as entradas de Judivan e Rubens, tentando aumentar a força ofensiva de sua equipe.

Aos 16, depois de dividida de Rubens na entrada da área, Walter arriscou chute forte da entrada da área e mandou com muito perigo, à esquerda do gol. Toda a estratégia de pressionar dos mandantes, porém, foi por água abaixo aos 20. Em entrada atabalhoada e muito forte, Xandão​ acertou uma solada no ombro de Renato e levou vermelho direto, igualando o número de jogadores.

A partir daí, o Avaí tomou conta da partida, se aproveitou do desespero do CSA e teve algumas chances para matar o jogo no contra-ataque. Aos 33, em grande arrancada pelo meio, Matheus Barbosa trombou com a marcação, saiu de frente para o gol e tocou por cobertura, mas a bola, caprichosamente, bateu na trave e foi pela linha de fundo.

Toda a tranquilidade que o Avaí se esvaiu no final e o CSA, numa sequência de bolas alçadas na área, quase empatou. Aos 44, após lateral cobrado na área, Elivélton ganhou na dividida de Jones e a bola sobrou limpa para Hugo, que, de frente para o gol, acertou a rede pelo lado de fora. Três minutos depois, na cobrança de escanteio de Pio, Elivélton subiu mais alto e acertou o travessão, mas não evitou a derrota do time alagoano, que teve seu tão sonhado acesso mais uma vez adiado.

Com 60 pontos, o Avaí é o vice-líder provisório, podendo ser ultrapassado pelo Goiás ao fim da rodada. Na última rodada, o Leão faz confronto direto contra a Ponte Preta, na Ressacada, precisando de um empate. Já o CSA é o quarto, com 59, e pode deixar o G-4 caso o Goiás vença. Mesmo assim, caso vença o rebaixado Juventude na rodada final garante o acesso. As partidas estão marcadas para o próximo sábado (24), às 17h (horário de Brasília).

VAVEL Logo

Avaí Futebol Clube Notícias