Por vaga no G-6, Atlético-PR defende retrospecto em casa diante do Ceará
Foto: Divulgação/Site Oficial Atlético-PR

O Atlético-PR recebe o Ceará na tarde deste domingo (25), às 17h, na Arena da Baixada, em jogo válido pela 37ª rodada da Série A. As duas equipes lutam por objetivos diferentes nesta reta final. Enquanto o Furacão está na 7ª colocação com 53 pontos e disputa uma vaga no G-6 com o Atlético-MG, o Vozão precisa de uma vitória para escapar do rebaixamento.

Atlético-PR conta com a força da Baixada

A equipe paranaense pode chegar a uma marca histórica caso vencer a partida. São 12 vitórias seguidas dentro de casa no Brasileirão, igualando às marcas do Santos de 2015 e Atlético-MG em 2016. Um triunfo a mais significaria bater o recorde histórico do Brasileirão na era dos pontos corrido (2003-2018). O técnico rubro-negro, Tiago Nunes, comentou a possibilidade de quebra de recorde.

"Fico feliz pela sequência de vitórias porque a gente resgata o espírito do Atlético-PR dentro de casa. O Atlético-PR sempre foi muito forte. Estamos tendo esse aproveitamento muito bom dentro de casa porque entendemos que conseguimos fazer um jogo mais agressivo que o normal. Nosso nível de confiança é muito forte", disse.

Mas a tarefa não parece ser prioridade, já que a provável escalação deve ser bem alterada em relação às anteriores. Já que enfrenta o Fluminense na próxima quarta-feira por uma vaga na Final da Sul-Americana, o comandante rubro negro deve poupar algumas peças.

"Estamos bem cansados. É uma rotina bem estafante, não só pelas viagens, mas pelo nível de concentração que cada jogo exige. Não tem milagre, ninguém é máquina, todo mundo acaba sofrendo. O nível de concentração cai, não é falta de vontade, é essa fadiga, que acaba atrapalhando a tomada de decisão", confessou.

Santos pode dar vaga para Felipe Alves, enquanto Zé Ivaldo pode voltar ao time titular. Quem também pode ser novidade é Paulo André, que não joga desde a partida contra o Bahia, pela Sul-Americana.

O 11 inicial do Furacão deve ser: Felipe Alves; Diego, Wanderson, Zé Ivaldo (Paulo André) e Márcio Azevedo; Bruno Guimarães e Camacho; Matheus Rossetto, Marcinho (Marcelo Cirino) e Rony; Bergson.

Perto do objetivo, Vozão busca pontos para se garantir na Série A

O Ceará pode escapar do rebaixamento mesmo com uma derrota, já que está a quatro pontos da zona de rebaixamento. Basta que o América-MG não vença e o Sport não marque pontos. Os adversário na luta contra o rebaixamento enfrentam Grêmio e São Paulo, respectivamente. 

Para Lisca, técnico do Vozão, a partida é uma pedreira.

"Grande jogo. Tenso, nervoso. O Paraná um time de meninos, muito bem organizado pelo Dado. Na segunda etapa, ele foi colocando cada vez mais meninos, de 19, de 18. Mas sem o peso. A gente intenso. Sabíamos que esses três pontos seriam importantes. Parabenizar os jogadores, os torcedores. O torcedor fez a gente dar o algo mais. Já vamos nos concentrar para domingo. Mais uma pedreira, que é o Atlético-PR, para tentar buscar os pontos que nos colocar mais próximo dos objetivos", observou.

O provável Ceará é: Everson; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Tiago Alves e Felipe Jonatan; Richardson, Juninho e Ricardinho; Leandro Carvalho,Felipe Azevedo e Arthur.

VAVEL Logo