CSA goleia Juventude e confirma retorno à Série A após 32 anos
(Foto: Divulgação/ CSA)

CSA goleia Juventude e confirma retorno à Série A após 32 anos

Azulão se tornou o primeiro time brasileiro a ter três acessos em três anos, confirmando ida à Série A com vitória por 4 a 0 em Caxias do Sul

miguel-angelo
Miguel Inácio
juventudeDouglas Silva; Vidal (Douglas Kemmer), Vágner, Vinícius (Guilherme Queiroz) e Esquerdinha; Felipe Mattoni, Amaral, Denner, Leandro Lima (Gabriel Valentini) e Tony; Hugo Sanches. Técnico: Luís Carlos Winck
csaLucas Frigeri; Celsinho, Elivelton, Matheus Lopes e Rafinha; Pio, Dawhan e Didira; John Cley (Juan), Hugo Cabral (Rony) e Walter (Neto Berola). Técnico: Marcelo Cabo.
Placar0-1, min. 19, John Cley. 0-2, min. 63, Neto Berola. 0-3, min. 67, Neto Berola. 0-4, min. 83, Neto Berola
INCIDENCIASPartida válida pela 38ª rodada da Série B, realizada no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

O CSA bateu o Juventude por 4 a 0 no Alfredo Jaconi e confirmou o acesso à Série A de 2019. Marta, seis vezes melhor jogadora do mundo e torcedora azulina, esteve presente em Caxias do Sul e prestigiou a grande vitória do Azulão, que volta à primeira divisão nacional após 32 anos e emenda uma sequência de três acessos desde 2016, quando estava na Série D. Neto Berola, que entrou no segundo tempo, marcou três vezes.

O Azulão começou em cima. Rafinha cruzou e Walter escorou para Hugo Cabral finalizar para boa defesa de Douglas Silva. Aos 5, o Juventude respondeu. Tony cruzou e Denner cabeceou para fora, com perigo. O time da casa cresceu e passou a dominar as ações do jogo. Aos 14, Esquerdinha arriscou de fora e Frigeri espalmou.

Na bola parada, os alagoanos chegaram com cobrança forte de falta de Pio. Douglas Silva conseguiu espalmar. No lance seguinte, Hugo Cabral fez boa jogada pela esquerda e finalizou. Douglas Silva conseguiu intervir mais uma vez. Mas, na cobrança de escanteio cobrada por Pio, John Cley desviou sutilmente e bateu o goleiro do Juve, abrindo o placar no Alfredo Jaconi.

Atrás no placar, o Alviverde gaúcho precisou se impor, mas o CSA manteve a organização defensiva. Tanto que, aos 27, os alagoanos chegaram mais uma vez. Celsinho pegou sobra de primeira, batendo para nova defesa de Douglas Silva. No lance seguinte, Pio cobrou falta mais uma vez, direto para o gol. Douglas Silva espalmou mais uma vez.

Com dificuldades, o Juventude só chegou aos 37 com chute de Leandro Lima de fora da área. A bola passou perto da trave de Frigeri. Aos 41, o CSA respondeu com chute colocado de Hugo Cabral, mas a bola foi para fora.

Os alagoanos jogaram melhor na primeira etapa. Conseguiram aproveitar para abrir o placar no momento em que se lançaram melhor ao ataque e controlaram as investidas ofensivas do Juventude depois de abrir o placar. O time da casa foi esforçado, mas imprimiu pouco perigo ao adversário, principalmente depois de sofrer o gol.

O Alviverde seguiu pressionando no início do segundo tempo, mas não conseguiu ser efetivo. Quem não faz, leva, e o CSA conseguiu ampliar aos 18, com Neto Berola. O atacante, que tinha entrado há pouco, passou como um raio pela defesa do Juventude e encobriu Douglas Silva.

Aos 22, a defesa do Juve afastou mal e a bola pingou na frente de Neto Berola, que pegou de primeira e não perdoou. Marcou de fora da área, seu segundo gol na partida. A partir daí, o ímpeto ofensivo do Alviverde diminuiu, e o time passou a tocar mais a bola sem muito objetivo.

Neto Berola ainda marcou mais uma vez. Aos 38, o atacante passou por quatro marcadores, invadiu a área e bateu na saída de Douglas Silva, fechando o placar em 4 a 0.

Com o resultado, o CSA terminou na segunda colocação, atrás do Fortaleza, campeão. Avaí e Goiás também conseguiram o acesso.

VAVEL Logo