Diogo Barbosa exalta grupo do Palmeiras em título Brasileiro: "Incorporamos a camisa"
(Foto: Cesar Greco/Divulgação/SE Palmeiras)

Diogo Barbosa exalta grupo do Palmeiras em título Brasileiro: "Incorporamos a camisa"

O camisa 16 foi um dos que mais se emocionou após a vitória, elogiando muito todo o grupo palmeirense

vv_cunha
Victor Cunha

No último domingo (25), em São Januário, o Palmeiras bateu o Vasco, em São Januário, e se sagrou campeão Brasileiro de 2018. Com o gol de Deyverson o time ficou 5 pontos na frente do Flamengo, tendo apenas 3 pontos em disputa.

Após a partida, alguns em campo e alguns na zona mista, os jogadores campeões brasileiros falaram sobre o título, sobre a campanha e sobre o jogo. Thiago Santos agradeceu e parabenizou muito a todos do Palmeiras: "Dar parabéns para todo mundo. É o segundo brasileiro que eu conquisto aqui no Palmeiras. Quero agradecer a todos. Foi muito difícil para mim".

Diogo Barbosa ressaltou o jogo feito pelo Vasco, que dificultou muito para o Palmeiras: "Um jogo muito difícil, mas nada foi fácil. Incorporamos a camisa e conquistamos o título. Nosso grupo é muito bom e merecemos esse título. A maior parte dos nossos pontos foi com o time considerado reserva, então é grupo".

Lucas Lima que chegou no início do ano, também ganha seu primeiro título com a camisa alviverde: "Estou muito feliz.Vim para cá justamente para isso. Hoje é o dia mais feliz, sem dúvidas. Sofrido é mais gostoso, agora é aproveitar. Fico muito feliz, mesmo fora da Libertadores. O professor chegou e foi excepcional nesse momento. Soube deixar todo mundo concentrado".

Willian Bigode, que se lesionou na hora que deu assistência para Deyverson, também falou sobre a conquista: "Não tem nada mais especial do que estar em um grande clube como o Palmeiras, com o trabalho que construímos desde o início, coroamos com um título, com jogadores de qualidade. Merecimento, com mérito concretizamos, demos alegria a todos".

Deyverson, o que mais falou, comentou sobre o que o levou ao Palmeiras, sobre o título e até sobre as dificuldades que passou no ano: "Faltam palavras, parabéns ao grupo, eu recebi muita crítica, tive polêmicas e o grupo não me abandonou. O título é para meus companheiros, para a torcida. Estou no Rio onde nasci e fui criado, contra um time que tenho carinho que é o Vasco. Mas aprendi a amar o Palmeiras. Eu mostrei que sou um cara batalhador, o grupo está de parabéns".

"Vendi salgado, passei dificuldade, mas o momento é do grupo. Deyverson é só mais um para ajudar, a estrela é o Palmeiras. Se eu ficar falando muito, eu vou chorar. Estou muito feliz, é primeiro título da minha carreira. Palmeiras me abraçou de uma forma que não sei nem explicar. Foram muitos que me abraçaram quando eu não tinha nada", completou o camisa 16.

Deyverson exaltou também Felipão, que recuperou o time e foi um dos grandes responsáveis pelo título: "Continuar trabalhando igual, independente da situação. Eu jogo pelo Palmeiras, não jogo pelo Deyverson. Sou muito grato ao Felipão. Primeiro, sou muito grato a Deus por ter colocado o Felipão no mundo, depois sou grato a ele por me ajudar. Sou um cara ligado na internet, estou sempre brincando. Até um vídeo de um amigo meu aí que eu estava dançando. Eu faço as coisas para ajudar as pessoas e acabo me prejudicando. As pessoas não entendem isso. Sempre dei minha vida. Mesmo machucado, jogo com um sorriso no rosto. Nunca baixei a minha cabeça. Me abraçaram, não abriram mão de mim e sou muito grato pelo grupo".

Felipe Melo exaltou a história do clube, dizendo se sentir grato por agora ser parte dela: "Definitivamente, esse grupo entra na história de um clube tão importante que é o Palmeiras. Me emociono porque é muito importante. A crítica faz parte do esporte em si e sobretudo nós que somos jogadores de ponta, somos cobrados, é normal. Eu quando cheguei no Palmeiras fui cobrado. É uma no inesquecível, nós lutamos por todos os títulos. Somos humanos e vamos errar. Eu sempre sonhei e deixei muita coisa pra trás, na Inter de Milão, para tentar me tornar ídolo, vencer um campeonato importante em um clube importante que é o Palmeiras. Hoje eu entro definitivamente pra história do Palmeiras".

VAVEL Logo