O adeus do capitão: Jefferson anuncia aposentaria e deixa saudades no Botafogo
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

O adeus do capitão: Jefferson anuncia aposentaria e deixa saudades no Botafogo

Goleiro encerra sua carreira e deixa sua marca no clube

raphasb72
Raphael Barbosa

Jefferson encerrou nesta quarta o seu ciclo no futebol.  Somando duas passagens, o goleiro de 35 anos atuou ao todo onze anos no  Botafogo, onde conquistou seu lugar no hall de ídolos do clube.  Jefferson não conquistou muitos títulos, mas alguns feitos como aceitar jogar a segunda divisão pelo Alvinegro no auge de sua carreira, fizeram com que ele conquistasse o coração do torcedor. 

Sua história começa no interior de São Paulo, quando era apenas um menino que trabalhava em um circo e mesmo passando por muitas dificuldades, não desistia do seu sonho de ser jogador de futebol.  Quando jovem, atuava como atacante nas categorias de base da Ferroviária, mas ao se transferir para o Cruzeiro, foi passado para a posição de goleiro devido a sua elevada estatura.

Em 2003, Jefferson chegou ao Botafogo para a disputar a Série B, na qual foi reserva de Max, assumindo a titularidade apenas em 2004, onde mesmo com a péssima campanha do time na temporada, conseguiu se destacar com boas atuações.  No ano seguinte, Jefferson já sonhava com a seleção brasileira e se transferiu para a Europa, em busca de mais chances para ser convocado, tentativa que não obteve sucesso porque sua passagem no continente europeu não foi vitoriosa.

 Em 2009, o goleiro volta ao Alvinegro Carioca, com o objetivo de salvar a equipe do rebaixamento, suas atuações foram memoráveis e já deixavam para o torcedor a impressão de que esse casamento finalmente poderia dar certo.  Para consolidar essa relação, o Botafogo foi campeão carioca em 2010 em cima de seu maior rival, com Jefferson defendendo um pênalti de Adriano na final, a partir daí o jogador caiu nas graças da torcida.

O auge de sua carreira foi em 2014, ano em que foi convocado para a disputa da Copa do Mundo e campeão do Superclássico das Américas, em cima da Argentina, cometendo nesse jogo um dos maiores atos de sua carreira, defendendo um pênalti do atual melhor jogador do Mundo, Lionel Messi.  No mesmo ano, o Botafogo foi rebaixado para a segunda divisão e mesmo no seu auge, Jefferson aceitou jogar a segunda divisão pelo clube.

Além disso tudo, há feitos marcantes que não podem deixar de ganhar destaque. Jefferson foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro duas vezes, entrou para a galeria de jogadores com mais atuações pelo Glorioso, com 459 jogos, ficando atrás apenas de Garrincha e Nilton Santos. Além de ter sido um grande profissional, também pode-se apontá-lo como um grande exemplo de humildade.  Jefferson foi um dos grandes goleiros do futebol nacional, sua história dentro do Botafogo é incontestável e pode-se ter certeza de que o torcedor botafoguense sentirá muito sua falta.

MEDIA: 5VOTES: 3
VAVEL Logo