Com golaços e expulsões, Atlético-PR vence Flamengo no Maracanã, mas fica fora do G-6
Foto: Divulgação/Site Oficial CAP

Com golaços e expulsões, Atlético-PR vence Flamengo no Maracanã, mas fica fora do G-6

A vitória por 2 a 1 não foi suficiente já que o Atlético-MG venceu sua partida

matheus-gabriel
Matheus Gabriel
FlamengoCésar; Pará (Rodinei), Rhodolfo, Léo Duarte e Renê; Piris da Motta (Vitinho), Willian Arão, Diego, Éverton Ribeiro (Berrío) e Lucas Paquetá; Uribe.
Atlético-PRFelipe Alves; Diego (Lucho González), Wanderson, Zé Ivaldo e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães), Matheus Rossetto, Marcinho e Marcelo (Pablo); Rony.
PlacarRhodolfo (FLA) 22 do 1º; Matheus Rossetto (CAP) 19 e Rony (CAP) 25 do 2º.
INCIDENCIASJogo válido pela 38ª rodada da Série A do Brasileirão de 2018, sábado (1º), às 19h, no Maracanã.

O Flamengo recebeu o Atlético-PR na noite deste domingo, no Maracanã, e acabou perdendo de virada por 2 a 1. O jogo marcou a despedida de Paquetá, que não teve uma boa partida.

Com a vitória, o Furacão poderia ter entrado no G6, mas seu xará mineiro não deixou: venceu o  Botafogo por 1 a 0 e se garantiu na pré-Libertadores de 2019. Agora, o clube paranaense terá que buscar a vaga via Sul-Americana, onde disputa a final do torneio contra o Junio Barranquilla, da Colômbia. O primeiro jogo da final será na próxima quarta-feira (5), em horário a ser definido.

Com o Atlético-PR jogando com uma equipe alternativa, a expectativa dos 66 mil torcedores presentes era de uma vitória no jogo de despedida de Lucas Paquetá. O ritmo da partida era mesmo de fim de temporada, e o Furacão até conseguiu se impor no início do jogo com a velocidade de seus atacantes. Mas quem saiu na frente foi o rubro-negro carioca, com gol de cabeça marcado por Rhodolfo, após boa cobrança de escanteio do meia Diego, aos 22 minutos da primeira etapa. A partir daí, o Flamengo dominou o jogo, criando chances e fazendo o goleiro Felipe Alves trabalhar duro para manter o placar.

Na segunda etapa, o técnico do Atlético-PR, Tiago Nunes, optou por colocar Pablo no lugar de Marcelo Cirino, em uma substituição considerada arriscada. Apesar da boa tentativa de Rony, que chutou por cima da meta de César, quem ditava o ritmo da partida era o dono da casa, forçando Tiago Nunes a novamente alterar a equipe, com Lucho González entrando no lugar do lateral direito Diego. A alteração surtiu efeito quase que instantaneamente. 1 minutos após sua entrada, Lucho roubou a bola e acionou a dupla Pablo e Marcinho, que tabelaram até chegarem em Matheus Rossetto, que girou dentro da área e marcou um golaço, empatando a partida.

O jogo ficou aberto e, 5 minutos depois, Rony recebeu na entrada da área e mandou um foguete no ângulo de César. A virada deixou torcida e time mandante inquietos. William Arão, que já tinha amarelo, acertou Rony, na faixa central do campo, e recebeu cartão vermelho. Na sequência, Rony se envolveu em discussão e também foi expulso, mas sem efeitos para o placar do jogo, que mostrou o 2 a 1 do Atlético-PR ao apito final.

Esta foi a segunda vitória consecutiva de Tiago Nunes e seus comandados na semana, já que na última quarta-feira, a equipe paranaense derrotou o Fluminense por 2 a 0, em jogo que garantiu uma vaga na Final da Sul-Americana.

O Flamengo agora descansa e espera o ano de 2019, com o vice campeonato garantido. Já o Atlético-PR fecha o calendário brasileiro de futebol ao enfrentar o Junior Barranquilla na final da competição continental, com a primeira partida marcada para o dia 5/12, na Colômbia, e a volta na Arena da Baixada, também numa quarta-feira, dia 12/12.

VAVEL Logo

Atlético PR Notícias

há 6 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 10 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 16 dias
há 16 dias
há 16 dias