Pouco utilizados, Tomás Andrade e Juninho são os primeiros a deixar o Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini/Atlético

Pouco utilizados, Tomás Andrade e Juninho são os primeiros a deixar o Atlético-MG

Emprestados ao Galo, argentino e zagueiro estão fora dos planos de Levir Culpi para 2019

leo-moura
Leonardo Almeida

Após a vitória contra o Botafogo pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro no último sábado (02), o técnico Levir Culpi disse em sua entrevista coletiva aos jornalistas que o elenco para 2019 sofrerá muitas mudanças em relação ao atual. Duas saídas já estão confirmadas. O meia argentino Tomás Andrade (pertence ao River Plate) e o zagueiro Juninho (pertence ao Palmeiras) não terão os contratos de empréstimo renovados.

Aposta do ex diretor Alexandre Gallo no início do ano, Tomás Andrade não fez um ano regular com a camisa do Atlético. Em 31 jogos, marcou três gols e deu três assistências. Para ficar com o jogador - cujo contrato de empréstimo se encerra em 31 de dezembro - o Galo teria que desembolsar cerca de 3,75 milhões de euros (R$ 15 milhões), valor fora da realidade do alvinegro.

O zagueiro Juninho, que chegou ao clube no final de abril, veio com passe fixado ao alvinegro até dezembro. Com apenas quatro partidas realizadas, Juninho pouco se destacou pelo Galo. O jogador ficou ainda bastante marcado com a torcida pela falha na derrota para o Palmeiras por 3x2, em julho.

Nas próximas semanas, mais jogadores fora dos planos devem deixar a Cidade do Galo. Com um orçamento de R$ 20 milhões para reforços, a diretoria atleticana adotará uma política de austeridade nos gastos.

VAVEL Logo