Sport vence Santos em casa, mas não consegue escapar de rebaixamento para Série B
Foto e divulgação: Williams Aguiar / Sport Club do Recife

Sport vence Santos em casa, mas não consegue escapar de rebaixamento para Série B

Rubro-negro pernambucano até fez o dever de casa, mas não contou com os resultados que precisava nos jogos de Chapecoense e Vasco

wesley-silva
Wesley Silvali

O Sport chegou na última rodada do Campeonato Brasileiro tendo que vencer o Santos na Ilha do Retiro e precisando de dois resultados em três partidas diferentes. O dever de casa foi feito. Guerreiro, o time do leão superou as limitações e venceu o alvinegro da Vila por 2 a 1, com gols de Rogério e Hernane Brocador. Mas, sem depender das próprias forças, o time pernambucano acabou a rodada e o campeonato rebaixado para Segunda Divisão devido a vitória da Chapecoense e o empate do Vasco.

Na despedida do técnico Cuca, o Santos manteve o mau momento que viveu na reta final da competição e terminou em 10º, com 50 pontos. Mesmo com um time totalmente modificado, o peixe dominou boa parte do jogo, entretanto foi superado pela raça dos jogadores do Sport, que em dois lances já na parte final do duelo encontraram os dois gols e definiram a vitória. Já nos acréscimos, Rodrygo foi o autor do gol de honra para os paulistas. 

Chegar na última rodada com a corda no pescoço não foi novidade para o torcedor do Sport dentro da Ilha do Retiro. Foi assim nos últimos dois anos, que diferente de hoje haviam acabado com final feliz. Nervoso em campo, os rubro-negros sofreram domínio dos reservas santistas, mas conseguiam manter o placar em zero devido ao bom desempenho da dupla de zaga Ernando e Adryelson e do goleiro Mailson, que precisou intervir algumas vezes em finalizações perigosas dos ousados visitantes.

Com o tempo passando e as três mudanças feitas pelo técnico Milton Mendes ocorridas de forma precoce, o time do Sport só conseguiu ter maior presença no campo ofensivo já depois da metade do segundo tempo. Em excelente jogada individual pela esquerda, Matheus Gonçalves cruzou para Rogério, que enfim fuzilou e abriu o placar. O atacante comemorou de modo efusivo, mas naquele momento a Chapecoense já ganhava seu jogo e o Vasco conseguia ter sucesso em segurar o Ceará. A Ilha já nem pulsava tanto, quando logo em sequência Marlone bateu falta na cabeça de Hernane Brocador.  Em má fase, o centroavante emendou de cabeça e quebrou o jejum de várias partidas sem marcar.

Perto do final, ainda sobrou tempo para uma pintura. Em um tiro livre de média distância, o "raio" Rodrygo mostrou um talento que ainda não havia aparecido em sua ainda curta carreira: o de bater faltas. Com precisão, o atacante mandou uma bomba que bateu na trave antes de morrer no gol do goleiro Mailson, que se esticou mas não achou a bola. O golaço até poderia animar o Santos, mas não havia tempo para mais nada.

VAVEL Logo

Sport Club do Recife Notícias

há 11 dias
há 13 dias
há 16 dias
há 21 dias
há 21 dias
há 24 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês